POLÍTICA

PT afirma que Lula virou preso político

Partido pede que militantes reajam contra o que consideram ataque ao maior líder político do país

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

lula
Ex-presidente Lula levado pela Polícia Federal para depor  (Foto: Reprodução TV )

Na primeira reação contra operação Aletheia da Polícia Federal e do MPF (Ministério Público Federal) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Partido dos Trabalhadores publicou na manhã desta sexta-feira (4), no microblog Twitter, um post no qual o classifica como "preso político" e pede reação dos militantes e seguidores.

PF faz buscas na casa de Lula e leva ex-presidente para depor

"#LulaPresoPolítico. Não podemos deixar barato. Precisamos todos reagir. Agora!", postou o PT no perfil @ptbrasil. Às 9h45, no entanto, o texto não estava mais no ar.

+ Confira a repercussão internacional sobre a operação na casa de Lula

A ação da PF, a pedido do MPF, praticamente dominava os assuntos comentados do Twitter, com três posts entre os dez mais citados. Além da hashtag #Aletheia liderando, outras citações como Instituto Lula e condução coercitiva também estavam entre os mais comentados.

Lula Policia Federal
PT se manifestou através do Twitter (Foto: Reprodução/Twitter)

+ "Moro tem acesso vitalício ao Bahamas", diz Oscar Maroni

Os termos "Lula", "Petrobras" e "Congonhas" estão entre os dez assuntos mais comentados na rede social Twitter nesta sexta-feira. De acordo com a rede social, o nome do ex-presidente da República era o termo mais popular em todo o mundo às 11h15 no horário de Brasília.

Nesse horário, o nome do ex-presidente brasileiro era mais comentado que a série "House of Cards" que tem estreia de nova temporada e era o quarto assunto mais popular. Ainda segundo o Twitter, o termo "Petrobras" era o sexto assunto mais popular em todo o mundo e "Congonhas", aeroporto paulistano onde a Polícia Federal ouve o ex-presidente da República, era o décimo termo mais usado na rede social.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Por cidades, "Lula" era o segundo termo mais popular entre os internautas em Buenos Aires e Nova York. Em Londres, o nome do ex-presidente aparecia como o décimo mais usado na cidade.

Fonte: VEJA SÃO PAULO