Mistérios da Cidade

Luiz de Oliveira, garçom do Bar Léo desde 1962, completa 90 anos

Durante décadas de serviço, ele serviu personalidades como Jânio Quadros, Sílvio Caldas e Che Guevara

Por: Mauricio Xavier [Com reportagem de Clara Nobre de Camargo, Nathalia Zaccaro, Pedro Dubra e Pedro Marcondes]

Bar Léo Mistérios da Cidade 2220
Luiz de Oliveira, no balcão do Bar Léo: ele ensaiou aposentadoria há cerca de 20 anos (Foto: Mario Rodrigues)

O garçom Luiz de Oliveira comemora 90 anos neste domingo (5), dos quais passou mais da metade no Bar Léo (Rua Aurora, 100, Santa Ifigênia). Ele levou chopes e petiscos para personalidades como o presidente Jânio Quadros, o jornalista Vladimir Herzog e o cantor Sílvio Caldas. “Quando comecei aqui, em 1962, não tinha banheiro feminino. Hoje, o lugar vive cheio de mulheres”, conta.

+ Confira outros Mistérios da Cidade

Há cerca de vinte anos, Luizinho, como é conhecido, ensaiou uma aposentadoria, mas voltou seis meses depois com uma regalia: carona diária de ida e volta para casa, na Pompeia, em táxi pago pelos patrões. Ele também trabalhou na lanchonete Salada Paulista, que ficava na Avenida Ipiranga, onde serviu o revolucionário Che Guevara, em visita ao país em 1961. Calculamos o que teria passado por suas bandejas nesses 49 anos:

2,5 MILHÕES DE CHOPES

91.000 PORÇÕES DE CANAPÉS

Fonte: VEJA SÃO PAULO