Comidinhas

Três lugares para comer doces recheados com sorvete

Lojas apostam em macarons, cannelés e cookies incrementados com os deliciosos gelados

Por: Veja São Paulo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Que paulistano é fã de sorvete, não há quem discorde. O site de VEJASÃOPAULO.COM tem cerca de 200 estabelecimentos cadastrado nesta categoria. As novidades do setor costumam ser recebidas com grandes filas, não importa a temperatura da cidade. 

+ Onde provar guloseimas com Nutella

+ Loja é especializada em sanduíches de cookie com sorvete

Com a proximidade do Verão, a sobremesa ganha ainda mais destaque nos cardápios de casas de comidinhas, bares e restaurantes. Na Folie, por exemplo, os sorvetes de fabricação própria – feitos diariamente – formam dupla com os macarons. O doce é servido entre duas camadas do disco feito com farinha de amêndoa, formando uma espécie de sanduíche. Cada unidade sai por R$ 10,00 e pode ser recheada com sabores como pistache, chocolate e framboesa.

+ Milk-shakes irresistíveis para devorar sem culpa

Presente em feirinhas gastronômicas, a marca Que Seja Doce é especialista em guloseimas francesas. Os cannelés e macarons são recheados com gelatos da marca italiana Bellomo (R$ 12,00 cada um), servidos em estabelecimentos como o Cão Veio e o Sal Gastronomia. É possível provar esses docinhos no Festival de Comidinhas e no Panela na Rua.

+ VEJA COMER & BEBER São Paulo 2014: sorvetes

Inaugurada em abril, em Moema, a loja Cookie'n Ice é especializada no sanduíche de cookie com sorvete. Moda nos Estados Unidos, aqui o doce é montado à escolha do cliente. Estão disponíveis os tamanhos médio (R$ 9,50) e grande (R$ 12,90). São dez sabores de biscoito, entre eles o tradicional, feito com massa de baunilha e gotas de chocolate. Há ainda o mix nuts (com castanha-do-pará, nozes e macadâmia), e o vegan, receita sem nenhum ingrediente de origem animal, feita com massa de banana, maçã, aveia e uva passa. Para rechear, os sorvetes tradicionais ficam ao lado de sabores como o de frutas vermelhas, sem lactose, e o de açaí.

Fonte: VEJA SÃO PAULO