Lugares com sotaque alemão para ficar no clima do vencedor da Copa

Para prorrogar a comemoração por mais uns dias, saiba onde, em São Paulo, existe um pouquinho da Alemanha

Por: REDAÇÃO VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

De institutos culturais e filmes a lugares para comer strudel ou tomar uma cerveja forte, confira uma lista com endereços para se sentir um alemão campeão:

 

  • Instituto Goethe

    Rua Lisboa, 974, Cerqueira César

    Tel: (11) 3296 7000

    Sem avaliação
  • Bares variados

    Bar do Alemão

    Avenida Antártica, 554, Água Branca

    Tel: (11) 3879 0070

    VejaSP
    4 avaliações

    Uma bem-vinda reforma se estendeu por todo o primeiro semestre deste ano. A cozinha, que antes ocupava uma espécie de puxadinho no canto esquerdo do salão, foi transferida para a parte dos fundos. Tudo foi feito sem descaracterizar a decoração, em estilo germânico. Também continua preservada a esmerada programação musical, a cargo do dono, o compositor Eduardo Gudin. Às segundas segue firme e forte o chorinho — nos outros dias, há samba e MPB. Tudo regado a chope Brahma (R$ 7,90) e a boas caipirinhas (R$ 15,50). Se a fome bater, é melhor fcar na porção de bolinhos de arroz (R$ 21,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Alemães

    Bierquelle

    Avenida Professor Papini, 169, Interlagos

    Tel: (11) 5666 3416

    VejaSP
    4 avaliações

    É longe? Sim. A não ser que o seu ponto de partida seja o extremo da Zona Sul da cidade, a localização vai lhe parecer remota. Mas vale. Se não estiver dirigindo, peça a cerveja Hofbräu Original (R$ 26,00, 500 mililitros) para abrir o apetite para o tenro joelho de porco frito acompanhado de batata cozida e chucrute (R$ 80,00, para dois). Um prato de apresentação original e sabor idem: a batata rosti tostadinha como uma panqueca e dobrada ao meio para envolver um filé de salmão servido sobre folhas de espinafre refogadas (R$ 54,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    Braugarten - Shopping Pátio Higienópolis

    Avenida Higienópolis, 638, Consolação

    Tel: (11) 3823 2865

    5 avaliações

    A rede de choperias de estilo alemão marca presença em seis shoppings — Higienópolis, Market Place, Pátio Paulista, Plaza Sul, Santa Cruz e Tamboré. A única unidade de rua fica no Itaim, junto ao complexo de cinemas Kinoplex.

    Saiba mais
  • Docerias

    Confeitaria Christina

    Rua Vieira De Morais, 837, Campo Belo

    Tel: (11) 5044 5400

    VejaSP
    8 avaliações

    Embora o público dos dias de hoje se mostre bastante eclético, o idioma mais falado no salão talvez seja o alemão. A concentração de imigrantes justifica-se: a especialidade da casa são os doces típicos da Áustria. Quem deixou a Europa para trás encontra ali o gostinho de sua terra natal na torta assada de ricota e uva-passa (R$ 8,20), no strudel de maçã (R$ 7,85) e na sachertorte (também R$ 7,85), um bolo de chocolate com geleia de damasco cuja receita original teria sido criada no Hotel Sacher, em Viena. Mas nem só de sabores internacionais vive a doceria quarentona. Há também uma linha de guloseimas triviais como brigadeiro (R$ 85,70 o quilo), tortinha de morango (R$ 8,20) e bomba de creme (R$ 7,85). O café Treviolo custa R$ 3,60. 

     

    Preços checados em 25 de fevereiro de 2015.

    Saiba mais
  • Alemães

    Die Meister Stube

    Rua Barão Do Triunfo, 1213, Brooklin Paulista

    Tel: (11) 5536 4982

    VejaSP
    8 avaliações

    Afirmar que um restaurante alemão em São Paulo é afeito às tradições e não renova o cardápio há tempos chega a ser redundância. Ainda assim, vale o aviso. Mesmo com a saída há mais de um ano de Helga Mathi, a antiga proprietária que também supervisionava a cozinha, todas as receitas foram mantidas. Vale dispensar o couvert bem simples, só com pães, manteiga, patê e azeitona, e ir direto aos pratos principais. Três dos mais pedidos levam carne de porco: a dupla de bistecas (R$ 69,00), o joelho (R$ 69,00) e o filé ao molho de páprica (R$ 55,00). Acompanhamentos à escolha do cliente, como chucrute, batata cozida ou sautée, estão inclusos no preço. As sugestões servem duas pessoas. Na hora do almoço, faz versões menores delas para compor um menu executivo de R$ 32,00. 

    Preços checados em 25 de maio de 2016.

    Saiba mais
  • Alemães

    Konstanz

    Avenida Aratãs, 713, Moema

    Tel: (11) 5543 4813 ou (11) 5041 0969

    VejaSP
    3 avaliações

    A casa de esquina, com estrutura de madeira escura e telhas aparentes, remete a uma tradicional taberna da Baviera, região no sul da Alemanha. Mas não espere encontrar mesas coletivas e funcionários vestidos a caráter, como é comum nesse tipo de estabelecimento. O cardápio elenca pratos clássicos, caso do kassler (R$ 56,00). Embora não seja brilhante, essa bisteca suína gigantona na companhia de chucrute e batata cozida desafia apetites mais frugais. Fazem sucesso, sobretudo durante o inverno, as fondues de queijo (R$ 108,00) e carne ao vinho (R$ 126,00), sempre em porções para duas pessoas.

    Preços checados em 21 de março de 2016.

    Saiba mais
  • Em 1960, uma família ruma para Bariloche na intenção de reabrir um belo hotel às margens do Lago Nahuel Huapi. Um misterioso senhor (papel de Àlex Brendemühl) se aproxima e, muito educado, acaba fazendo amizade com a menina Lilith (Florencia Bado). Eles se separam na estrada, mas não tarda até que o estranho bata à porta do hotel, oferecendo muito dinheiro para ser o primeiro hóspede. O dono, Enzo (Diego Peretti), acha o pedido estranho, mas Lilith, os irmãos e a mãe o recebem de braços abertos. Mal sabem eles que vão abrigar o médico-monstro Joseph Mengele, o nazista que fazia experiências atrozes com seres humanos no campo de concentração de Auschwitz durante a II Guerra. A história verídica é conduzida com sobriedade e certa tensão pela diretora Lucía Puenzo no longa-metragem indicado pela Argentina para concorrer a uma vaga no Oscar 2014 de melhor filme estrangeiro. Em acertada recriação de época, o roteiro se livra dos clichês ao enfocar Mengele não apenas como o carrasco dos livros de história. Estreou em 12/6/2014. Está no sangue: a cineasta Lucía Puenzo é filha de Luis Puenzo, diretor de A História Oficial, Oscar de melhor filme estrangeiro em 1986
    Saiba mais
  • Donato (Wagner Moura) trabalha como salva-vidas na Praia do Futuro, em Fortaleza. De tanto ficar no mar, seu pequeno irmão, Ayrton, o apelida de Aquaman. O protagonista vai sofrer uma reviravolta do destino ao conhecer o alemão Konrad (Clemens Schick). De férias no Brasil, o turista perde um amigo afogado, mas ganha sexo e atenção de Donato. Na segunda parte do drama, eles vivem juntos em Berlim e o brasileiro tenta se adaptar às temperaturas baixas. O terceiro capítulo dedica-se a mostrar o ponto a que chegou a relação deles e o amargo reencontro de Ayrton (interpretado por Jesuíta Barbosa), agora com 18 anos, e Donato. Em seu melhor longa-metragem desde Madame Satã (2002), o diretor cearense Karim Aïnouz usa elipses e silêncios em sua visão sobre relacionamentos afetivos, seja entre os  irmãos, seja entre o casal. A frieza faz parte desse mundo exclusivamente masculino. Nas cenas de sexo entre Moura e Schick, não se nota amor. A poesia aqui é de outra ordem. Ela aparece no contraste do ensolarado Brasil com a cinzenta Berlim e na opção do realizador de usar a trilha sonora no lugar das palavras. Por isso, o grande e emocionante momento do longa-metragem está na derradeira  sequência, embalada pela canção Heroes, de David Bowie. Estreou em 15/5/2014.
    Saiba mais
  • O trabalho Tá Limpo, com direção de Ejara e coreografia do alemão Niels “Storm” Robitzky, trata da vida de seis dançarinos que precisam trabalhar como faxineiros. Até 26/7/2014.
    Saiba mais
  • Alemães

    Weinstube

    Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio (Zona Sul)

    Sem avaliação
  • Chope e cerveja

    Zur Alten Mühle

    Rua Princesa Isabel, 102, Brooklin

    Tel: (11) 5044 4669

    VejaSP
    2 avaliações

    É o melhor bar germânico da cidade. Os móveis de madeira escura, os eficientes funcionários de muitos anos e a presença constante do sócio Werner Heying contam pontos. O chope da Brahma (R$ 7,70), muito bem tirado, ganhou novas companhias: o Stella Artois (R$ 9,10), o Colorado Appia (R$ 11,00) e o Weihenstephaner, de trigo (R$ 29,00). Para petiscar, peça os bem montados canapés de linguiça blumenau no pão preto (R$ 27,80) e o bolinho de carne e linguiça com recheio de queijos (R$ 25,80, seis unidades).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO