Esporte

Luciana Akissue Teixeira: aventura pelo canal da mancha

Luciana planeja, para um futuro próximo, encarar sozinha o Canal da Mancha

Por: Meriane Morselli - Atualizado em

Amadores Profissionais
Em 2010, ela se juntou a três amigas para cair na água e cruzar a nado um largo trecho do Canal da Mancha (Foto: Lucas Lima)

Quando topou cruzar a nado um largo trecho do Canal da Mancha, que separa a França da Inglaterra, a coordenadora de inovação do Instituto Butantan Luciana Akissue Teixeira, de 35 anos, não imaginava quanto isso mexeria com a sua vida. Em 2010, ela se juntou a três amigas para cair na água e tirar do papel o projeto: elas iriam fazer a travessia de ida e volta em revezamento, nadando por uma hora e descansando três para completar o percurso de 80 quilômetros. Para isso, o quarteto começou um treinamento exaustivo de 38 semanas. Nesse período, cada uma percorreu 1.340 quilômetros na piscina e em represas.

+ Veja outros atletas amadores com rotina de profissional

Na teoria, tudo perfeito. Na prática, elas enfrentaram vários contratempos, como uma navegação mais difícil do que previam, praticamente impossível de ser feita em linha reta por causa das correntes. “Na água, a visibilidade era pouca e a temperatura muito baixa”, lembra Luciana. “Mas a emoção de estar lá foi indescritível.” As quatro concluíram a prova no dia 28 de junho de 2011, com o tempo de 18 horas e 42 minutos, conquistando o recorde no trajeto feito apenas por mulheres. Maratonista aquática desde 2005, Luciana hoje divide a sua rotina entre o trabalho e os treinos quase diários de musculação e na piscina. Além disso, faz um curso noturno de pós-graduação e participa de competições curtas realizadas no mar ou em represas. Depois de ter completado o que considera o “Everest dos nadadores”, Luciana planeja, para um futuro próximo, encarar sozinha o Canal da Mancha.

Fonte: VEJA SÃO PAULO