Música

Los Hermanos empolga público com show nostálgico

Comemorando 15 anos de carreira, grupo tocou nesta quinta (10) e deve fazer mais três apresentações até 1º de junho, no Espaço das Américas

Por: Catarina Cicarelli - Atualizado em

Los Hermanos
Los Hermanos: sucessos dos quatro álbuns em comemoração aos 15 anos de carreira (Foto: Adriano Conter)

O clima era de nostalgia na noite desta quinta (10), no Espaço das Américas. O público era diversificado, embora a faixa etária média não passasse dos 30 e poucos anos. Uma das poucas semelhanças foi a predileção das camisas xadrez entre os fãs do Los Hermanos, que lotaram a casa para ver a primeira apresentação da banda na cidade com a turnê em que comemoram seus 15 anos de carreira.

+ Los Hermanos em São Paulo: o show em oito imagens

+ Shows de 15 anos do Los Hermanos têm ingressos esgotados

+ Conheça seis novas cantoras na cidade

Em pausa desde 2007, o grupo fez apresentações esporádicas durante 2009 e 2010, mas os integrantes se dedicaram na maior parte do tempo a seus projetos paralelos. A nova turnê também tem esse caráter temporário. Seu início foi em abril, durante o festival pernambucano Abril Pro Rock, e o encerramento está marcado para 9 de junho, em Porto Alegre. Até lá, devem fazer mais três shows em São Paulo: nesta sexta (11) e nos dias 31 de maio e 1º de junho.

Quem foi na estreia paulistana do show pôde conferir um longo repertório que passa pelos quatro álbuns da banda, mas os mais explorados foram "Bloco do Eu Sozinho" (2001) e "Ventura" (2003). A banda entrou no palco às 22h15 e já de cara levou o público ao delírio com a música "O Vencedor". Mal dava para ouvir a voz de Marcelo Camelo, tamanho era o coro da plateia. Se seguiram outros sucessos como "Todo Carnaval Tem Seu Fim", "O Vento" e "Morena" sem que o público se cansasse de cantar junto. O acompanhamento só cessou quando a banda tocou a inédita "Um Milhão", que apesar de não estar na boca dos fãs foi amplamente aplaudida.

A dedicação dos fãs era de fato comovente e impressionou também os músicos. Camelo soltou uma série de agradecimentos e Amarante exclamava frases como "Isso é incrível!". Quando as luzes que mostravam a plateia se acenderam, Camelo se mostrou embasbacado. Na plateia, ouviram-se comentários animados como "Já vi eles antes, mas é como se esse fosse o primeiro show".

A apresentação, no entanto, não foi perfeita. Apesar da ótima interação entre os músicos, a parte técnica não parecia estar tão afinada e por diversas vezes um incômodo barulho de microfonia soou pelos auto-falantes. Em certo ponto, os músicos tiveram até que dividir o mesmo microfone devido a um problema no de Amarante. O problema só parece ter se resolvido no bis, quando, após 22 músicas, a banda começou a segunda parte do show com "Dois Barcos", do álbum "4" (2005).

A música do álbum mais recente foi exceção no bis, já que o fim do show foi marcado pelas faixas do disco de estreia do grupo - "Los Hermanos" (1999). Até "Anna Julia", o primeiro hit que o Los Hermanos fazia questão de deixar de fora tempos atrás, voltou ao repertório. A nostalgia chegou ao fim "Pierrot", também do primeiro álbum, que encerrou a primeira das quatro apresentações marcadas para São Paulo - todas com ingressos esgotados.

Fonte: VEJA SÃO PAULO