Moda

Looks para a balada

A convite de VEJA SÃO PAULO, a repórter de moda Jana Rosa, do programa “It MTV”, nos acompanhou por algumas casas noturnas à procura de bem-vestidos e estilosos

Por: Renata Sagradi - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Nada de modelos contratados, maquiagem, iluminação, estúdio de fotografia profissional... O que você vai ver a seguir são pessoas comuns — baladeiros de verdade —, que costumam abrir o próprio armário para escolher a roupa antes de sair de casa. Elas foram selecionadas pela reportagem após a indicação da repórter de moda Jana Rosa, do programa “It MTV”, diretamente nas casas em que estavam. Nos seis endereços visitados, em dias com programações diferentes, foi possível constatar que hoje não há regras para se divertir numa pista de dança. Mas é preciso ficar atento para não destoar muito da multidão. Alguns optam por um look discreto, que passa quase despercebido. Outros preferem entrar no clima e ir de fivela e chapéu de caubói a uma noite sertaneja ou beiram a fantasia na hora de dar uns passinhos ao som de rockabilly — e nem por isso fazem feio.

As produções refletem o propósito de cada balada e as intenções dos frequentadores: dançar e se divertir com os amigos, paquerar ou mesmo só ser visto, admirado. “Para mim, pode tudo, contanto que você se sinta bem e respeite sua identidade”, defende Jana. Segundo ela, se o estilo sustentar e a festa permitir, vale até usar bota branca — item geralmente considerado cafona por dez entre dez consultores de moda. Seja com peças saídas de uma revista especializada, de uma vitrine chiquérrima ou do armário da vovó, escolher o visual certo é fundamental para uma noite bem-sucedida. Veja os exemplos e saiba por que essas pessoas acertaram.

Look descontraído: para curtir a noite em casas como Canto da Ema, Diquinta, Feira Moderna, Gambiarra e Ó do Borogodó

Look playboy e patricinha: para curtir a noite em casas como Mokaï, Kiss & Fly, Pink Elephant, Disco, Museum e 3p4

Look moderninho: para curtir a noite em casas como Alley Club, Casa 92, Alberta #3, Glória, Funhouse e Studio SP

Look retrô: para curtir a noite em casas como Astronete, The Clock e Alberta #3

Look sertanejo: para curtir a noite em casas como Villa Country e em algumas festas do gênero que pipocam pela cidade, como a do Cortez e a do Cafe de la Musique

Look black: para curtir a noite em casas como Clash, Heaven, Glória, Royal e Black Bom Bom

+ Veja a galeria completa com todos os looks

Fonte: VEJA SÃO PAULO