Fotografia

Lomo ganha primeira loja oficial em São Paulo nesta terça (29)

Marca de câmeras russa promete ser o paraíso dos moderninhos que querem dar efeitos descolados aos seus cliques

Por: Catarina Cicarelli - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Há tempos a marca russa Lomo é cultuada por profissionais e hipsters que desejam efeitos descolados em seus cliques. A novidade é que os fãs paulistanos dessa moda poderão adquirir câmeras na primeira loja oficial do fabricante na cidade, a Lomography Gallery Store, que será inaugura nesta terça (29), na Rua Augusta.

+ Confira na galeria de fotos alguns cliques com Lomo

+ Hipster, que diabo é isso?

+ Nostalgia: cresce oferta de produtos e serviços retrô

O maior diferencial da Lomo são suas lentes, capazes de dar efeitos diversos às fotos, como o modelo com Fisheye, que imita um olho de peixe ao distorcer a imagem. Outra vantagem são os preços mais acessíveis. Na loja paulistana, as mais baratas — Actionsampler Chrome e Actionsampler Clear — sairão por 99 reais cada uma. Já a mais cara, a Horizon Perfekt, será vendida por 1.199 reais.

A Lomography também terá filmes à venda, desde o rolo simples (R$ 35 a caixa com três), até películas especiais que dão tons avermelhados, esverdeados ou violeta para as imagens (R$ 58 a caixa com três). Na loja, também será possível fazer a revelação das fotos. No início, o processo será feito em parceria com um laboratório, mas até o ano que vem o estabelecimento promete um espaço para fazer as revelações por lá mesmo.

Esse recurso de unir os efeitos da câmera aos filmes especiais deu origem à Lomografia, movimento que inspirou o aplicativo para iPhone Instagram, febre entre os usuários do smartphone da Apple.

“Até quem está acostumado a usar a Lomo pode se surpreender com o resultado de uma imagem”, diz o fotógrafo profissional Jorge Sato, que se rendeu à máquina em 2006. Ele tem oito câmeras da marca e afirma que seu modelo favorito é a LC-A, que custa 699 reais e permite fazer uma espécie de colagem entre duas imagens, que se sobrepõem no resultado final.

Lomo
Sprocket Rocket (R$ 249,00): modelo pop vem em cores vibrantes como laranja, azul e verde (Foto: Divulgação)

Outra fã de carteirinha da Lomo é a estudante de fotografia Natalia Haudenschild. Ela adquiriu sua primeira máquina em 2008, na loja de souvenires da Tate Gallery, em Londres. “Achei que fosse de brinquedo”, afirma a garota. Hoje com quatro câmeras na coleção, ela ainda tem como preferida a sua primeira, uma Oktomat, que tira oito fotos, uma em seguida da outra, e as junta em uma única imagem.

Para quem quer aderir à Lomografia, a dica é experimentar. Há até uma lista com dez regras básicas para seguir o movimento, que mais parece uma filosofia de vida para seus adeptos:

1. Leve a sua Lomo para qualquer lugar que você vá

2. Fotografe a qualquer hora do dia ou da noite

3. A Lomografia não interfere na sua vida, é parte dela

4. Aproxime-se o mais que puder do objeto a ser fotografado

5. Não pense

6. Seja rápido

7. Você não precisa saber antecipadamente o que vai fotografar...

8. ...nem posteriormente

9. Não fotografe com os olhos

10. Não se preocupe com as regras

Fonte: VEJA SÃO PAULO