Consumo

Roteiro de lojas com brinquedos educativos

A Preta Pretinha, por exemplo, vende na Vila Madalena encantadores bonecos de pano que representam negros, índios, deficientes físicos, entre outras minorias

Por: Bruna Ribeiro - Atualizado em

Preta Pretinha
As irmãs Lúcia, Joyce e Cris Venâncio: proprietárias da loja Preta Pretinha (Foto: Divulgação)

Uma casa amarela no coração da Vila Madalena chama a atenção por exibir os mais variados tipos de bonecos de pano. Do lado de dentro, é possível sentir um perfume que lembra colônia de bebê. A fragância é novidade para quem entra na tradicional loja Preta Pretinha. Propriedade das irmãs Joyce, Lúcia e Cristina Venâncio, o aroma pode se tornar o cheirinho oficial da marca. Há 13 anos, o trio estabelece uma abordagem sensível para a hora da brincadeira: os objetos vendidos representam diferentes etnias e também minorias, como deficientes físicos, obesos e idosos. 

+ Dia da Criança: dicas de presentes, atrações e mais

O conceito foi idealizado por Joyce em 2000: "Eu estudava psicologia e trabalhava em uma produtora de vídeos. Em uma crise, fui demitida e comecei a pensar no que poderia fazer." Foi assim que uma memória de infância se transformou em negócio. Ela conta que quando era criança não havia bonecas negras. Para suprir a necessidade das netas, a avó Maria começou a costurar o brinquedo em pano. A ideia se tornou um sucesso e há quatro anos o trio fundou o Instituto Preta Pretinha, que desenvolve projetos em comunidades carentes, como a capacitação de mulheres de baixa renda. 

Se você é da turma que não acha graça em presentear as crianças com carrinhos elétricos que acendem milhares de luzes ou com o game da moda, conheça essa e outras lojas de brinquedos educativos. Além de graciosos, eles incentivam a criatividade dos pequenos e até estimulam valores culturais. Confira:

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Arlequim Brinquedos

Há 9 anos na Rua Serra do Japi, no Tatuapé, vende brinquedos educativos de madeira, tecido e metal. Entre eles, jogos e quebra-cabeças não apenas para bebês e crianças, mas também para adultos.

Catavento

Com dois endereços, um em Perdizes e outro em Santana, oferece além dos tradicionais brinquedos de madeira, opções pedagógicas e uma série de livros. As opções de jogos para pintar são bem variadas e interessantes para as crianças com veia artística.

Cuca Toys

É uma das mais tradicionais lojas de brinquedos educativos de São Paulo. Tem jogos, peças para pintura, papel marchê, bonecas de pano, cavalinho de madeira, entre outros objetos. O espaço recebeu recentemente uma novidade que agrada aos meninos: são maquetes dos estádios dos times paulistas Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. 

Coelho na Lua

Toda a fofura do mundo em uma página da internet. A loja virtual divide seus produtos nas categorias decoração, acessórios, livros, músicas e brinquedos. Todos eles são escolhidos pela originalidade e funcionalidade, com apelo lúdico e social. Clicando em "detalhes", aparecem as especificações do produto, como tamanho, descrição e marca. Por R$ 63,00, por exemplo, leva-se uma casinha de papelão ecológica para colorir.

Fábrica Ideias para Crianças
Fantoches, casinha e até roupas na Fábrica Ideias (Foto: Divulgação)

Fábrica Ideias

O lema é “trazer para as crianças de hoje um pouco da infância de antigamente”. Vende fantoches, bolinhas de gude, instrumentos musicais e fantasias. Petecas e carrinhos de madeira com encaixe também estão entre os itens.

Petit Retro
Objetos de decoração e bonecos feitos de algodão na Petit Retro (Foto: Divulgação)

Petit Retro

Criada por duas amigas, uma brasileira e outra francesa, faz objetos de decoração e brinquedos infantis como bonecas e ursinhos 100% algodão. Há ainda móbiles e quadrinhos para pendurar na parede.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Preta Pretinha

Bonecos de personagens como Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel e Saci-Pererê impressionam os visitantes, que escolhem entre as versões branca ou negra. Detalhe: as tranças da Rapunzel negra são substituídas por um longo dread. Outra criação inusitada é uma boneca sem olhos, boca, orelhas e nariz. A ideia é estimular a imaginação da criança, que pode desenhar o seu próprio rosto. No fundo da loja, uma réplica de Abaporu, de Tarsila do Amaral, que logo deve ser comercializada: "As pessoas gostam de tocá-la e também desperta o interesse dos deficientes visuais", conta Lúcia, uma das proprietárias.

Pylones

De origem francesa, investe em itens de design arrojado e cores alegres. A linha infantil tem cordas para pular, chocalho, cadeado para bicicleta e jukebox.

Trenzinho Brinquedos Educativos

Reúne um acervo de itens de madeira, pano e também no estilo retrô. No site, as opções estão separadas por faixa de idade.

Tró-ló-ló

A visita à tradicional loja no bairro da Lapa é uma verdadeira viagem ao passado. Ali são comercializados ábacos, cabanas infantis, dinheirinho, carimbos e jogos de boliche.

Verde Limão

Foi inaugurada em 2007 por uma pedagoga. Entre as opções, há lousa com giz e apagador, kit para fazer bijuteria, calendário educativo de feltro, réguas para medir a altura em formato de bichos e mais.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO