Memória

Primeira loja de iluminação da Rua da Consolação fecha as portas

Lustres Bobadilha começou a funcionar em 1951 comercializando materiais de construção

Por: Helena Bertho

Lustres Bobadilha
Fachada da Lustres Bobadilha nos anos 50 (Foto: Divulgação)

A Rua da Consolação perdeu recentemente um dos seus mais tradicionais pontos de comércio: a Lustres Bobadilha encerrou suas atividades após 62 anos de funcionamento. Aberta em 1951 pelos irmãos Íbero e Izer Bobadilha, a casa começou vendendo material de construção.

Na época, a via era mais estreita — a duplicação ocorreria somente na década de 60, por obra do prefeito Faria Lima. Em pouco tempo, os donos perceberam a grande procura por lustres e resolveram se especializar no segmento.

Consolação nos anos 50
Vista da Rua da Consolação nos anos 50 (Foto: Divulgação)

Entre seus clientes desse período estavam o humorista Jô Soares e o cantor Roberto Carlos. Nos anos seguintes, ex-funcionários do estabelecimento passaram a abrir concorrentes no entorno, transformando a Consolação em um polo do mercado de iluminação.

Ao fechar as portas, há algumas semanas, a Bobadilha realizou uma liquidação com descontos de 60%. A peça mais cara, produzida com placas de ônix, foi comercializada por 500 000 reais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO