Mistérios da Cidade

Charada é um dos últimos redutos do VHS em São Paulo

Além dos 15 000 títulos para locação, proprietário guarda três cópias de Amor Estranho Amor, polêmico filme protagonizado (e proibido) por Xuxa Meneghel

Por: Mauricio Xavier [Com reportagem de Caroline Apple, Fernando Souza e Laura Ming]

Gilberto Petruche, dono da locadora Charada, com uma das cópias de Amor Estranho Amor
Gilberto Petruche, dono da locadora Charada, com uma das cópias de Amor Estranho Amor (1982) (Foto: Fernando Souza)

Locadoras de filme são cada vez mais raras na capital. Entre as sobreviventes, está a Charada, em Sapopemba, na Zona Leste, que ostenta prateleiras com 15 000 títulos de DVD, Blu-ray e... VHS.

Ao lado de clássicos de Pier Paolo Pasolini está o polêmico Amor Estranho Amor (1982), de Walter Hugo Khouri. Nele, a então modelo Xuxa protagoniza uma cena de sexo com um adolescente — o arrependimento levou a apresentadora a comprar os direitos de exibição e proibir sua distribuição há vários anos. Por lá há três cópias da produção, que não saem da gaveta. “Não posso alugá-las por causa da Justiça, mas também não vendo. Já recebi ofertas de 500 reais”, diz o dono, Gilberto Petruche.

O ACERVO DE VHS DA CHARADA

› Número de fitas: 2 500

› Preço da locação: 8 reais (DVD, 4 reais; Blu-ray, 5,50 reais)

› Quantidade média de locações por mês: duas

Fonte: VEJA SÃO PAULO