Lazer

Livros de ligar os pontos são nova aposta após cadernos de colorir

Voltadas aos adultos, publicações para desestressar têm desenhos de personalidades, paisagens, obras de arte e animais

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Em 2015, pode-se dizer que o grande destaque das livrarias foram os livros de colorir, a exemplo dos best-sellers Jardim Secreto e Floresta Encantada. Agora, uma nova mania deve surgir entre aqueles interessados em desestressar: os cadernos de ligar os pontos. Entretanto, não se engane, completar a tarefa não é tão fácil quanto parece.

+ Opinião: “livros” de colorir não são terapia (e nem livros)

Produzido pelo designer gráfico Thomas Pavitte, da Nova Zelândia, as publicações que já são vendidas em países como França e Espanha trazem o formato de 1000 pontos por desenho, todos numerados. Cada centena de pontos possui cores diferentes para delimitar uma área e facilitar a atividade. 

A coleção Ligando os 1000 Pontos chegou por aqui entre novembro e dezembro, por meio da Editora Sextante - famosa também pelos cadernos de colorir. Ao todo, são quatro tipos: personalidades (entre elas, Marilyn Monroe e Audrey Hepburn), cidades (com paisagens como a Torre Eiffel), obras de arte e animais. Esse último deve chegar às livrarias paulistanas em janeiro. 

+ Mais de vinte livros de colorir nas prateleiras

A tiragem inicial de cada um é de 20 000 exemplares e o preço sugerido é de 39,90 reais.

Livro de ligar os 1000 pontos - Personalidades
De Bob Marley a John Kennedy: personagens do livro inspirado em personalidades (Foto: Divulgação)

Fonte: VEJA SÃO PAULO