MEMÓRIA

Livro narra histórias de piratas no litoral paulista

Recém-lançado, a obra conta a trajetória de homens como o nobre inglês Thomas Cavendish

Por: Mauricio Xavier (Colaborou Alessandra Freitas) - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Antepassados de Jack Sparrow, o bandido dos mares interpretado nas telas por Johnny Depp, aterrorizaram o litoral paulista. Recém-lançado, Piratas no Brasil — As Incríveis Histórias dos Ladrões dos Mares que Pilharam Nosso Litoral (Globo Livros, 224 páginas, 34,90 reais), de Jean Marcel Carvalho França e Sheila Hue, narra a trajetória de homens como o nobre inglês Thomas Cavendish. A mando da coroa britânica, o corsário ancorou seus navios na Ilha de São Sebastião, hoje Ilhabela, antes de saquear a Vila de Santos, à época parte da Capitania de São Vicente, para tomar suas minas de ouro no Natal de 1591.

+ Pioneira em produtos de beleza, Ikesaki completa 50 anos

Em 1615, a região voltou a ser atacada, nessa ocasião pelo holandês Joris van Spilbergen, enviado pela Companhia das Índias Ocidentais para encontrar, pelo Estreito de Magalhães, uma passagem mais curta até as Ilhas Molucas, na Indonésia. Com a tripulação doente, ele ancorou perto de São Vicente e enviou seus marujos para pilhar a área em busca de alimentos. O grupo entrou em luta com moradores e chegou a ocupar o engenho local, mas acabou sendo expulso em pouco tempo. Mais tarde, no século XVIII, o alvo dos ladrões passou a ser o ouro dos bandeirantes, que exploravam o interior do país pelo Rio Tietê e levavam as riquezas para Portugal. As embarcações eram abordadas em alto-mar, na rota para a Europa.

Fonte: VEJA SÃO PAULO