Tecnologia

Livro conta a história do paulistano que criou o Instagram

Obra escrita por Filipe Vilicic traz detalhes da vida de Mike Krieger e informações inéditas sobre a criação e as negociações da venda de uma das redes sociais mais populares do mundo

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Clique de 1 bilhão
"O Clique de 1 Bilhão de Dólares": lançamento do livro em São Paulo acontece no dia 14 (Foto: Divulgação)

Como um paulistano de 29 anos se transformou em um bilionário do Vale do Silício? Essa é a história contada no livro O Clique de 1 Bilhão de Dólares, que será lançado na próxima terça (14), às 19h30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. A obra escrita pelo editor de Ciência e Tecnologia de VEJA, Filipe Vilicic, detalha a saga de Mike Krieger, um rapaz nascido em São Paulo e radicado nos Estados Unidos que revolucionou o mundo da tecnologia ao criar uma das redes sociais mais populares do mundo: o Instagram

Confira as últimas do blog Infomania

Vilicic pesquisou por três anos todos os pormenores da vida de Krieger - desde a infância e juventude na capital paulista até a rotina em São Francisco, na Califórnia, berço da inovação digital. Basta dizer que é na cidade e seus arredores que se concentram as sedes de empresas como Apple, Twitter e Facebook - esta última, a responsável pela guinada bilionária na vida de Krieger, que estudou em escola americana em São Paulo e mora nos Estados Unidos há onze anos. 

+ Galeria expõe 35 obras de Candido Portinari

Além de curiosidades sobre a vida do fundador do Instagram, o livro apresenta informações inéditas da criação e venda do aplicativo. “Em São Paulo, por exemplo, entrevistei amigos e um professor considerado um mentor de Krieger, para quem ele contatou assim que fechou negócio com o Facebook”, afirma Vilicic, que precisou transpor algumas barreiras para finalizar a obra. “Não foi fácil, já que Krieger é uma pessoa muito discreta, contra a mídia. Entrevistei ele diversas vezes. No começo, aprovou a ideia, mas depois sumiu. Com isso, ao invés de falar com dez pessoas, precisei pesquisar com 100, o que me trouxe mais detalhes e informações exclusivas.”

+ Imobiliárias se especializam em atendimento a estrangeiros

Criado em 2010, o Instagram foi visto inicialmente com desconfiança - era apenas mais um aplicativo de compartilhamento de fotos, algo que já poderia ser feito em outras redes. Em menos de três meses, porém, já tinha um milhão de usuários maravilhados com a facilidade de uso e o charme dos filtros, que viraram uma febre. As propostas iniciais avaliavam o app em 500 milhões de dólares. Mas nem Krieger nem seu sócio, o americano Kevin Systrom, quiseram vender.

+ As principais notícias da cidade

Dois anos depois da criação do app, porém, veio a oferta irrecusável, feita por Mark Zuckerberg, dono do Facebook: 1 bilhão de dólares. É o caminho percorrido até aí que é detalhado na obra, que também terá lançamento no Rio no dia 21 de julho.

Fonte: VEJA SÃO PAULO