Memória Paulistana

Livro conta história da Revolução de 1924

Duarte Pacheco Pereira é o autor do livro '1924 — O Diário da Revolução: os 23 dias que Abalaram São Paulo', com lançamento neste sábado (27), na Pinacoteca

Por: Henrique Skujis - Atualizado em

Revolução de 1924_2158
Descontentes com a Primeira República, jovens oficiais tentaram dominar a cidade entre os dias 5 e 27 de julho de 1924 (Foto: Acervo Fundação Energia e Saneamento)

Ao contrário do que aconteceu na célebre Revolução de 1932, quando os combates se deram nos arredores da cidade, a pouco lembrada Revolução de 1924 fez das ruas da capital um campo de batalha — 300 000 dos 700 000 paulistanos precisaram deixar sua casa. “É um capítulo sangrento e desconhecido da nossa história”, conta Duarte Pacheco Pereira, autor do livro '1924 — O Diário da Revolução: os 23 dias que Abalaram São Paulo', com lançamento neste sábado (27), na Pinacoteca. Descontentes com a Primeira República, jovens oficiais (foto) tentaram dominar a cidade entre os dias 5 e 27 de julho daquele ano. O plano era atacar o Rio e derrubar o presidente Arthur Bernardes. Apenas quando o governo federal entrou na briga os revoltosos bateram em retirada.

Fonte: VEJA SÃO PAULO