Dia Mundial Sem Carro

Programas perto do metrô: Linha Verde

Obras de arte, passeios pela arquitetura paulistana e por parques são algumas sugestões

Por: Anna Carolina Oliveira - Atualizado em

Masp 2273a
Masp: um dos cartões-postais da cidade tem acervo valioso (Foto: Julio Tavares)

Mesmo com menos estações quando comparada às Linhas Vermelha e Azul, esse trecho metroviário passa por pontos importantes da cidade. O Masp, por exemplo, fica próximo à Trianon-Masp, enquanto a Galeria Vermelho e o Teatro Eva Herz estão bem perto da Consolação.

Abaixo, confira alguns passeios para o Dia Mundial Sem Carro:

ESTAÇÃO TRIANON-MASP

 

- Masp

No interior de seus 11.000 metros quadrados distribuídos em cinco pavimentos, fica o mais valioso e importante acervo da América Latina. Rafael, Goya, El Greco, Van Gogh e Anita Malfatti são apenas cinco dos nomes da história da arte que fazem parte da coleção. Destaque para as mostras temporárias "Caravaggio e seus Seguidores" e "Papéis Estrangeiros: Gravuras da Coleção Masp".

Cinco sentidos 2274 - "São Jerônimo que Escreve" - Caravaggio
"São Jerônimo que Escreve": a tela faz parte da exposição de Caravaggio, no Masp (Foto: Divulgação)

- Centro Cultural Fiesp

Com entrada gratuita, a peça "Máquina de Escrever Reticências" tem duas sessões no palco do Centro Cultural Fiesp. O espetáculo conta a história de um grupo de trabalho surpreendido pela inesperada morte de uma colega.  

- Parque Trianon

Neste endereço, a imponência dos prédios é substituída pela densa flora remanescente da Mata Atlântica, cheia de cedros-rosa, sapucaias, araribás, guaraiuvas e outras espécies.

ESTAÇÃO CONSOLAÇÃO

 

- Cemitério da Consolação

Pode parecer estranho, mas passear pelo cemitério no fim de semana é uma experiência diferente e enriquecedora. A necrópole mais antiga de São Paulo possui centenas de esculturas feitas entre os séculos XIX e XX, época em que grandes artistas recebiam encomendas de decoração das sepulturas da elite paulistana. Uma das obras mais importantes está no jazigo da paulista Olívia Guedes Penteado, incentivadora do modernismo no Brasil.

Cemitério é um barato
(Foto: Veja São Paulo)

- Instituto Cervantes

Além de ter uma grade variada de cursos no idioma do escritor que dá nome ao instituto, o local abriga algumas mostras. Atualmente, está em cartaz com entrada gratuita a Exposição do PIESP, que apresenta ao público trabalhos de jovens talentos da arte contemporânea.

- Teatro Eva Herz

Na programação de hoje, você pode assistir ao drama "Maratona de Nova York". Na trama, dois amigos compartilham um objetivo: encarar os mais de 42 quilômetros da famosa corrida de rua nos Estados Unidos. Os artistas passam os 75 minutos de espetáculo correndo, encarando um verdadeiro teste de fôlego e atuação.

ESTAÇÃO BRIGADEIRO

- Casa das Rosas

O casarão instalado na Avenida Pauluista é uma das muitas construções do renomado arquiteto Ramos de Azevedo. Com traços do classicismo inglês, o espaço hoje abriga algumas oficinas, exposições e outras atividades. Um exemplo é a intervenção urbana "Ulisses Molly Bloom - Dançando para Adiar", que segue a trajetória de Leopold Bloom. Aos sábados, a atração começa às 16h.

Casarão tombado - Casa das Rosas atual
(Foto: Dirceu Rodrigues)

- Itaú Cultural

São duas opções na programação do Itaú Cultural neste sábado. Quem acompanha a carreira da artista plástica Lygia Clark pode conferir uma bela seleção das suas criações na exposição que reúne 145 trabalhos. Já os cinéfilos contam com quatro opções de filmes de diretores brasileiros na Mostra Ciclo de Cinema.

Fonte: VEJA SÃO PAULO