Dia Mundial Sem Carro

Programas perto do metrô: Linha Azul

São oito opções de passeios, entre museus, feira de artesanato, comidinhas no Mercado Municipal e concerto da Osesp

Por: Anna Carolina Oliveira - Atualizado em

Em espaço intimista da Sala São Paulo
(Foto: Veja São Paulo)

Museu, praça, mosteiro e templo budista. Usando a Linha Azul é possível encontrar opções de passeio para todos os gostos.

Abaixo, veja oito atrações distribuídas por algumas estações:

ESTAÇÃO TIRADENTES

- Museu de Arte Sacra

Conhecido pelo ótimo acervo barroco, o endereço tem entrada gratuita aos sábados. Atualmente, duas mostras estão em cartaz. "Contrapontos" reúne um conjunto de obras contemporâneas, enquanto a exposição do paulistano Paulo Von Poser revela desenhos, objetos e uma instalação que retratam flores.

ESTAÇÃO LIBERDADE

- Praça da Liberdade

Um atrativo do local é a feirinha, que acontece aos sábados e domingos, das 9h às 18h. Nas diversas lojinhas espalhadas pela região, você pode encontrar instrumentos musicais, plantas, móbiles e bijuterias, além de quitutes típicos saborosos, como o tempurá.

Templo Busshinji
Templo Busshinji: para quem busca a tradição do zen-budismo (Foto: Jair Magri)

- Templo Busshinji

No burburinho da Rua São Joaquim, esse templo é dedicado a pessoas que buscam a tradição do zen-budismo. Ideal para quem quer se iniciar no zazen, técnica de meditação em que se procura não pensar em nada.

ESTAÇÃO SÃO BENTO

- Centro Cultural Banco do Brasil

No coração histórico da cidade, ele ocupa uma edificação de 1901 com 4.183 metros quadrados e cinco andares. Cinema, teatro, auditório, loja e cafeteria preenchem a arquitetura neoclássica, assim como grandes exposições. Um exemplo é a "Impressionismo: Paris e a Modernidade", que no fim de semana abre mais cedo, às 8h, e segue até 23h.

- Mercado Municipal

O Mercadão abriga cerca de 290 boxes, onde são vendidos queijos, frutas, carnes, peixes, entre outros itens frescos, que atraem chefs dos melhores restaurantes da capital. No passeio não pode faltar o famoso sanduíche de mortadela. O pastel de bacalhau também é célebre na região.

Mosteiro de São Bento
Centro: interior do Mosteiro de São Bento (Foto: Fabio Knoll)

- Mosteiro de São Bento

O monastério, que hospedou o papa Bento XVI durante sua visita ao Brasil, em 2007, está integrado à Basílica, onde são realizadas missas diariamente. Depois de conhecer o templo, você pode aproveitar e experimentar os pães e doces preparados por um grupo de monges na padaria.

ESTAÇÃO LUZ

- Sala São Paulo

O mais importante espaço de concertos da cidade tem acústica impecável e fica num imponente prédio, integrado à estação ferroviária Júlio Prestes, no centro. Não à toa, é a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. A Osesp apresenta-se ali às quintas e sextas, às 21h, e aos sábados, às 16h30.

- Parque da Luz

Com uma área de 113.000 metros quadrados, foi criado por volta de 1800, mas aberto ao público 25 anos depois. Entre esculturas de artistas brasileiros e árvores, os paulistanos podem esquecer um pouco do stress da cidade.

Fonte: VEJA SÃO PAULO