Meu Estilo

Lilly Sarti - Perfil

Por: - Atualizado em

Lilly Sarti - Perfil
(Foto: Cleiby Trevisan)

Apesar de (por enquanto) pouco conhecida por quem não acompanha colunas sociais, a estilista Lilly Sarti, 23 anos, faz um tremendo sucesso entre as meninas ricas e fashionistas da cidade. Divide com a irmã, Renata, o comando de uma marca que leva seu nome. Produz por ano cerca de 5 000 peças — principalmente vestidos descolados como o que ela exibe ao lado —, comercializadas em mais de cinquenta pontos de venda em todo o Brasil. As clientes não saem de sua loja, nos Jardins, sem gastar menos de 400 reais a cada visita.

Um luxo que só São Paulo tem: diversidade de lugares, estilos, restaurantes e festas.

Você é do tipo que compra muito?

Já fui. Desde que abri a loja, o financeiro confiscou meu cartão de crédito e cheques.

Passa longe do seu armário: meia arrastão. Engorda a perna e deixa a mulher feia.

Luxo é para todos?

Sonhar é de graça.

O que é luxo para você?

Ter educação.

Não abro mão de... brinco e relógio.

Homem elegante: o homem tradicional.

Mulher elegante: a rainha Rania, da Jordânia.

Sonho de consumo: uma casa em Florença.

O look perfeito: saia acima do joelho e salto alto.

O presente mais caro que deu a um namorado: um cashmere Ermenegildo Zegna.

Tem muitos sapatos?

Uns 180 pares. Compro quinze, vinte de uma vez só. Depois doo os antigos.

Relógios: Patek Philippe, Audemars Piguet e Cartier. Até gosto de Rolex, mas muita gente tem.

Luxo gastronômico: risoto de alcachofra com limão-siciliano do Gero.

Não podem faltar no seu closet: saia e vestido. Quase não uso calça. Gosto de peças que diferenciam mulher de homem.

Livro de cabeceira: a Bíblia.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO