Bares

Lekitsch surge após a reforma da Praça Roosevelt

O local ocupa um imóvel de dois pisos onde antes funcionava uma livraria

Por: Fabio Wright - Atualizado em

Lekitsch
O salão do térreo: decoração apinhada de objetos (Foto: Mario Rodrigues)

Reaberta em setembro, depois de dois anos de reforma, a nova Praça Roosevelt tem tudo para impulsionar o surgimento de mais lugares para beber e petiscar naquele pedaço do centro.

O primeiro passo pode ser atribuído à inauguração, um mês e meio atrás, do Lekitsch, onde antes funcionava uma livraria. Dividido em dois pisos, um deles com vista panorâmica da praça, o ambiente destaca-se pela decoração — meio retrô, meio kitsch.

Dela faz parte um monte de objetos nostálgicos, entre eles fitas cassete, quadros de pin-ups, TVs em preto e branco, abajures de cúpula de tecido estampado e até o brinquedo Genius. Faixas de black, rock e dos anos 80, tocadas via MP3 em volume moderado, embalam os bate-papos de casais e grupinhos de estilo mais alternativo.

Bolinhos de arroz do Lekitsch
Bolinhos de arroz: R$ 18,00 a porção (Foto: Mario Rodrigues)

Nas mesas, discos de vinil são usados como sousplat para os petiscos e sanduíches do enxuto menu. Uma das sugestões, a costela de tambaqui (R$ 25,00) chegou sequinha, empanada no fubá, e escoltada por molho chimichurri. A porção vem acompanhada de lavanda, para a limpeza das mãos depois que ela for saboreada.

Também agradou o bolinho de arroz, gorgonzola e parmesão (R$ 18,00 a porção), de textura macia. No dia da visita, porém, houve um problema: era possível sentir o cheiro das frituras que escapava da cozinha.

Quer arriscar uma caipirinha diferente? Vale provar a adocicada versão de uva niágara e pimenta-rosa (R$15,00; vodca nacional). A pequena seleção de rótulos de cerveja traz as nacionais Original (R$ 8,00), Heineken long neck (R$ 7,00) e Colorado Indica (R$ 18,00) e a espessa e escura irlandesa Guinness (R$ 20,00).

BEBIDAS ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | COZINHA ✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO