Mistérios da Cidade

Leilão de bens de Abadía atrai 5 000 pessoas

Por: Edison Veiga [Giovana Romani] - Atualizado em

Nem corrida de cavalos, nem festa badalada. O que agitou o Jockey Club nesta semana foram o bazar e o leilão beneficentes dos bens do megatraficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadía, preso em agosto. Estima-se que 5 000 pessoas tenham tentado entrar no clube na terça (8), primeiro dia de vendas. "Calculo que 1 400 compradores levaram as 3 000 peças", diz o coordenador do feirão, Lucien Belmonte, presidente da Fundação Julita. O total arrecadado – cerca de 1,1 milhão de reais – será dividido entre instituições de caridade, além de cobrir custos processuais. Foi tudo vendido. Confira alguns itens:

• 130 cuecas: 1 real cada uma

• 50 travesseiros: de 10 a 20 reais cada um

• 8 Bíblias: 7 reais cada uma

• 3 cadeiras da marca Herman Miller: 1 500 reais cada uma

• 8 aparelhos de ar condicionado: de 300 a 700 reais cada um

• 1 aquecedor para piscina: 1 000 reais

• 1 relógio da marca Breguet: 97 000 reais

Fonte: VEJA SÃO PAULO