INTERNACIONAL

Leão Cecil, morto por dentista americano, vai virar bicho de pelúcia

Fabricante de brinquedos diz que reverterá ganhos da comercialização do produto para instituição que estudava o animal, morto durante caçada no Zimbábue 

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

cecil leao 2
Cecil: morto por dentista americano em caçada no Zimbábue (Foto: Reprodução / Facebook)

Morto pelo dentista americano Walter Palmer, em uma caçada no Zimbábue, o leão Cecil será imortalizado como bicho de pelúcia.

+ Entidade diz que irmão de leão Cecil foi morto; pesquisador nega

A fabricante de brinquedos Ty Inc. anunciou na última segunda (3) que passará a comercializar o produto e os lucros serão revertidos para a Wildlife Conservation Research of the University of Oxford, organização que estudava Cecil desde 2008.

+ Como participar do projeto O Cão com a Cara de São Paulo, de VEJA SÃO PAULO

“Esperamos que o Cecil Beanie Baby aumente a consciência sobre a preservação animal e dê conforto a todos os que estão entristecidos com a morte do leão”, disse à revista Fortune Ty Warner, presidente da Ty Inc. O brinquedo ainda não tem preço estabelecido.

Cecil Pelúcia
Bicho de pelúcia em homenagem ao leão Cecil (Foto: Reprodução)

A morte do leão Cecil, de 13 anos, chocou o mundo há alguns dias. Ele foi morto por um dentista americano, suspeito de ter pago 50 000 dólares para caçá-lo.  Palmer disse ter sido enganado por guias locais – a caçada é permitida no país africano – e que não sabia que o animal fazia parte de uma área de preservação. 

+ Confira as últimas notícias

O animal não morreu na hora, mas depois de quarenta horas, com um tiro. A notícia causou revolta pelo mundo e o dentista sofreu ameaças de morte nos Estados Unidos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO