Cidade

Largo da Batata ganha banco assinado por Hugo França

Móvel foi desenhado pelo ecodesigner, que utiliza resíduos de árvores para confeccionar suas peças  

Por: Veja São Paulo

Banco Largo da Batata
Banco projetado por Hugo França: árvores caídas servem de matéria-prima (Foto: Reprodução Facebook)

O Largo da Batata, em Pinheiros, ganhou na manhã desta quarta-feira (25) um banco assinado pelo ecodesigner Hugo França. O móvel integra o programa Mobiliário Ecológico, conduzido pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. A proposta é aproveitar resíduos de árvores que caíram ou foram removidas e transformá-los em objetos que serão instalados em parque e praças.

De acordo com o secretário Wanderley Meira, o programa visa a ampliar a oferta de espaços de convivência e incentivar a educação ambientar. “Sensibilizar o cidadão para a importância do processo de reciclagem é um dos objetivos do projeto”, afirmou.

+ Confira as últilmas notícias

Hugo França, que assina o banco instalado no Largo da Batata, é um dos mais respeitáveis designers brasileiros, reconhecido internacionalmente por seu trabalho com resíduos florestais. Peças idealizadas estão no acervo de Inhotim, em Minas Gerais, e também já figuraram em mostras nos Estados Unidos e Canadá.

Atualmente, França, que se propõe a dar um destino sustentável para as árvores que caem em São Paulo, tem 21 móveis espalhados pela cidade. São duas no Largo do Arouche, três no Parque Burle Marx e dezesseis no Ibirapuera.

Fonte: VEJA SÃO PAULO