50 bares

La Tapa! é primeiro bar espanhol do Tatuapé

Entradas típicas, sangria e 25 rótulos de cerveja são atrações do novo endereço

Por: Fabio Wright - Atualizado em

La Tapa! 2180
O salão do La Tapa!: objetos trazidos de Madri decoram o ambiente (Foto: Fernando Moraes)

Mais conhecida pelas casas com chope gelado e apinhadas de turmas, a noite do Tatuapé ganhou três meses atrás seu primeiro bar espanhol. Trata-se do La Tapa!, aberto por dois sócios que se conheceram quando cursavam gastronomia na Universidade Anhembi Morumbi. Para compor o visual do pequeno imóvel de esquina, a dupla trouxe de Madri parte da decoração — um tanto óbvia, diga-se. Nas paredes, há leques de fl amenco, cartazes de tourada, fotos de pontos turísticos da capital espanhola e, claro, a bandeira do país.

Entradinhas típicas de lá, as tapas são o foco do menu. Na visita realizada no último dia 17, porém, a cozinha mostrou altos e baixos. As gambas al ajillo (R$ 15,00) pecaram pelo miudinho camarão-desete- barbas salteado no azeite e alho e as batatas-bravas (R$ 9,00) desanimaram pelos molhos — um dos quais tem o sabor semelhante ao do ketchup picante. Impressão bem melhor causou o saboroso pão com tomate (R$ 4,00, quatro unidades). Numa das versões, vem coberto por lascas do delicioso manchego, queijo de ovelha da região de La Mancha. Outra receita, a tortilha de chouriço (R$ 8,00), feita na hora, é fi el à original.

A oferta etílica inclui a típica sangria (R$ 27,00, jarra de 500 mililitros), mas a casa também dá atenção às cervejas. Entre os 25 rótulos, está a blanche espanhola Estrella Damm Inedit (R$ 44,00, garrafa de 750 mililitros) — de trigo, possui toques cítricos e foi criada com a colaboração do badalado chef catalão Ferran Adrià. Prove ainda a vodca curtida em frutas (R$ 7,00 a dose), mantida sobre o balcão num recipiente com torneira. O serviço, um tanto despreparado, precisa melhorar.

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | COZINHA ✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO