Restaurantes

La Mar tenta emplacar o dia do ceviche no Brasil

Filial paulistana do restaurante de Gastón Acurio aproveita a data para apresentar jantar com quatro pratos

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Ceviche La Mar pescado y erizo
Ceviche especial: batizado de escados y erizos, prato leva ouriço batido na marinada e pode ser provado até 1º de julho (Foto: Tadeu Brunelli)

Na onda das comemorações gastronômicas, o chef Fabio Barbosa, do La Mar Cebicheria Peruana, quer importar para São Paulo o dia nacional do ceviche, celebrado em 28 de junho, no Peru. Criada pelo Ministério da Produção do país andino, a ideia é difundir o prato e estimular restaurantes locais a realizarem festivais temáticos sobre o autodefinido “patrimônio nacional”.

“Quando fiquei sabendo que os peruanos comemoravam nessa data o seu prato nacional, pensei em aproveitar a ocasião para reforçar o jantar harmonizado de vinhos que já promovemos uma vez por mês”, conta o chef. Perguntado sobre o excesso de datas culinárias, ele se defende: “Acho válido, pois é necessário encher o salão para saldar os compromissos financeiros”.

A casa adiantou a celebração para a noite desta quarta (27), quando serão servidos quatro pratos – três versões de ceviche e uma sobremesa. Eles serão harmonizados com espumantes brancos e um rosé.

Por R$ 120,00 (sem incluir o serviço), os clientes provarão o ceviche nero, feito com tinta de lula misturada ao leite de tigre e anéis do molusco empanados e fritos sobre a marinada de peixe. No pescados y erizos, entra ouriço batido na marinada, deixando-a mais consistente. Já no ceviche na brasa, o preparo vem diretamente da churrasqueira sobre uma folha de milho e acompanhado de mandioca frita. O arremate é o queso helado, um sorvete que usa leites de vaca, de coco e condensado, mais coco ralado, cravo e canela. Chega acompanhado de crôutons de bolo de chocolate e pêssego fresco assado. Os três ceviches também poderão ser apreciados individualmente até 1º de julho, com preços entre R$ 41,00 e R$ 43,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO