Gente

"Ken humano", Celso Santabañes é internado devido ao uso de hidrogel

Modelo é hospitalizado em Minas após ter aplicado o produto nas pernas. Inflamação é semelhante à de Andressa Urach 

Por: Tatiana Izquierdo - Atualizado em

celso santebanes
Modelo Celso Santebañes posta foto para avisar aos fãs que foi internado (Foto: Reprodução/Instagram)

O modelo Celso Santebañes, conhecido como "Ken humano", está internado no Hospital Regional Dom Bosco, em Araxá (Minas), devido a uma inflação provocada pelo hidrogel. O mesmo produto levou a apresentadora Andressa Urach à UTI no fim do ano passado e provocou graves ferimentos em suas pernas.

O rapaz, que foi hospitalizado na noite de terça-feira (6), sofre complicações por causa do hidrogel aplicado em suas pernas. Ele deve vir a São Paulo, onde passará por cirurgia para retirar o produto. O jovem também afirmou estar com leucemia, informação não confirmada pelo hospital. 

“Fui internado às pressas para tratar de uma forte inflamação nas pernas e descobri que meu organismo está todo inflamado. Estou com leucemia”, disse Celso em seu perfil no Facebook. O produto foi aplicado há quatro anos. De acordo com o modelo, há cerca de um mês, algumas manchas escuras e feridas começaram a aparecer e exames mostraram que havia um processo infeccioso. “O médico disse que eu teria de retirar o máximo possível do hidrogel, pois está prejudicando a região e produzindo mais problemas internos."

+ Andressa Urach desabafa na internet: "Nasci de novo"

Contatado por telefone, um funcionário do Hospital Regional Dom Bosco confirma a internação de Celso. A assessoria do modelo também foi procurada, mas não houve resposta.

Celso postou fotos em suas redes sociais avisando aos fãs sobre a internação. “Estou em estado crítico, estou vendo meu mundo desabar, estou lutando comigo mesmo pra tudo ficar bem, mas está muito difícil. Se Deus quiser esse garotinho vai ressurgir das cinzas e voltarà mais forte, rezem por mim!”

+ Entenda os riscos da aplicação do hidrogel

Entenda o caso de Andressa Urach

Andressa foi internada há mais de um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição em Porto Alegre (RS), com quadro grave de infecção generalizada. O problema da modelo foi ocasionado pelo uso de hidrogel, uma substância à base de poliamida, aplicado nas coxas há mais de cinco anos.

O caso chamou atenção para os limites do uso de preenchedores de volume, como o hidrogel. Apesar de liberada sua utilização em qualquer área do corpo, médicos especializados não costumam utilizar o produto em grandes áreas, como no caso das pernas e nádegas.

Foram injetados 500 mililitros em cada umas das coxas. Para grandes áreas, médicos especializados e cirurgiões plásticos indicam o uso de próteses de silicone ou enxerto de gordura do próprio paciente. Segundo especialistas, o produto químico é indicado para procedimentos reparadores, onde são indicados aproximadamente 2 ou 3 mililítros de hidrogel.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica não aprova o uso de substâncias classificadas como inabsorvíveis, como o silicone ou silicone industrial (DMSO) e o gel PMMA (polimetil metacrilato), que não devem ser aplicadas em nenhuma região do corpo.

arte-hidrogel
(Foto: Reprodução)

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO