Crime

Justiça Militar decreta prisão de seis policiais acusados de execução

Eles são suspeitos de envolvimento na morte de Fernando Henrique da Silva, na região do Butantã

Por: Estadão Conteúdo

pm-execucao-camera
Policiais são acusados de executar Paulo Henrique de Oliveira (Foto: Reprodução)

A Justiça Militar decretou na tarde desta segunda-feira (14) a prisão temporária de seis policiais militares suspeitos de envolvimento na morte de Fernando Henrique da Silva, no feriado de 7 de Setembro. Segundo as investigações, a vítima e Paulo Henrique de Oliveira tentaram roubar uma moto na região do Butantã, na Zona Oeste de São Paulo, mas foram perseguidos e executados por PMs do 16º e 23º Batalhão. Um tenente, um cabo e quatro soldados serão transferidos para o Presídio Militar Romão Gomes.

Em imagens gravadas por celular, Silva aparece em cima de um telhado e é rendido por um PM. Mas é levado até a beira e jogado de uma altura de quase nove metros. Em seguida, é possível ouvir dois tiros.

+ Secretário descarta expulsão de policiais por caso de anão no Denarc

Já Oliveira foi cercado, rendido, revistado, algemado, solto e baleado por um grupo de policiais na rua, atrás do muro de uma casa. Cinco soldados, incluindo uma PM feminina, estão presos desde a última sexta-feira (11).

+ Confira as últimas notícias da cidade

Antes de serem descobertos, os policiais disseram que os dois suspeitos foram mortos após reagir a abordagem.

 

Fonte: Estadão Conteúdo