COMPORTAMENTO

Justiça condena pai a pagar 100 000 reais de indenização ao filho

Rapaz entrou com ação por danos morais por abandono afetivo

Por: Veja São Paulo

Justiça
Para juiz, comprtamento do pai causou sofrimento ao filho (Foto: Latinstock)

A Justiça de São Paulo condenou um pai a pagar 100 000 reais de indenização por danos morais ao filho, vítima de abandono afetivo. Cabe recurso da decisão. 

Em sua decisão, o juiz Francisco Camara Marques Pereira, da 1ª Vara Cível de Ribeirão Preto, afirmou que o pai “resistiu de todas as formas possíveis para reconhecer o filho, se furtando a alimentá-lo, colaborar com sua educação e criação e demais obrigações da paternidade”.

+ "Não existe conotação sexual", diz anão que fez strip-tease no Denarc

Embora o pai tenha sempre se negado ao exame de DNA, a paternidade foi confirmada após anos de trâmite. Segundo o autor do processo, o pai sempre agiu com frieza, ao contrário do que acontecia com os outros irmãos biológicos, que “sempre tiveram apoio moral, afetivo e financeiro”. Para ele, esse tratamento lhe causou danos de ordem moral, decorrente do sofrimento, da ausência e da rejeição.

+ Confira as últimas notícias

“Segundo fatos incontroversos, o jovem não gozou dos benefícios e do afeto dispensados aos demais filhos do réu, restando evidentes a segregação e a rejeição contra ele manifestadas de forma exclusiva, o que caracteriza ofensa à sua personalidade, honra e dignidade”, afirmou o juiz. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO