ESPORTE

Jovem que assumiu disparo em Oruro foi preso após clássico

Helder Alves Martins, de 20 anos, estava no grupo de cerca de trinta pessoas detidas depois de briga entre torcedores de Corinthians e Palmeiras

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Hleder Alves Martins
Helder Alves Martins na época que assumiu autoria por disparo (Foto: Jorge Araújo/Folhapress)

O jovem corintiano que assumiu a autoria do disparo de sinalizador que matou o garoto boliviano Kevin Spada, em 2013, foi detido pela polícia após o clássico entre Corinthians e Palmeiras no domingo (3).

+ Briga entre torcidas de Palmeiras e Corinthians termina com um morto

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, Helder Alves Martins estava entre os 29 detidos após uma briga na Estação Clínicas do Metrô, nas proximidades do Estádio do Pacambu, onde foi realizado o clássico.

Em 2013, durante jogo do Corinthians pela Taça Libertadores, o menino Kevin Spada foi atingido por um sinalizador disparado pela torcida corintiana. Doze torcedores chegaram a ser detidos em Oruro e só foram soltos depois que Helder, com 17 anos à época, assumiu a autoria do disparo. A reportagem não conseguiu contato com Helder.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Além da briga na Estação Clínicas, também foram registrados conflitos entre torcidas na Zona Leste da capital. Em uma das confusões, um homem que passava em frente à Estação São Miguel Paulista da CPTM foi atingido por um tiro e morreu no local. O corpo continua no Instituto Médico Legal Leste e ainda não foi reconhecido.

Já na estação Brás do Metrô, torcedores de Palmeiras e Corinthians vandalizaram um trem. A companhia afirma que os prejuízos ficaram em torno de 20 000 reais. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO