Criminalidade

Jovem é atacado em banheiro da estação de metrô Santana

Ele foi surpreendido por dois homens e sofreu um corte no pescoço. A vítima não fez boletim de ocorrência e relatou o caso no Facebook

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

rapaz ferido no metrô
Jovem relata o ataque em rede social (Foto: Reprodução / Facebook )

Um jovem foi atacado e ferido no banheiro da estação Santana, na Zona Norte, na última quinta-feira (7), por volta das 22h. Ele sofreu um corte no pescoço enquanto tentava escapar de dois homens que pretendiam roubá-lo. O caso não foi registrado na delegacia a pedido da vítima, que relatou o ocorrido no Facebook.

+ Mulher de policial da reserva é morta em tentativa de assalto

Segundo o depoimento, o jovem estava em uma das cabines do banheiro da estação quando dois homens começaram a fazer força para abrir a porta. O rapaz tentou fugir, mas os agressores o seguraram e puxaram sua mochila. Como a bolsa estava protegida por um casaco, os criminosos não conseguiram pegá-la, o ameaçaram de morte e o atacaram com um “objeto cortante”, na altura da garganta.

Segundo o relato, a vítima conseguiu escapar e saiu correndo, gritando e pedindo ajuda aos seguranças da estação. Ele foi levado por um dos funcionários para uma sala e recebeu os primeiros socorros. Segundo a assessoria de imprensa do metrô, em seguida, foi encaminhado para uma unidade de pronto-socorro, mas se recusou a registrar o boletim de ocorrência. “Ia perder a noite na delegacia, como não conseguiram pegar o cara e não teve roubo, ia servir somente de estatística”, desabafou o jovem na rede social.

+ Polícia investiga se universitário morto reagiu a assalto

jovem atacado metrô
Rapaz foi atacado na estação de metrô Santana (Foto: Reprodução )

Ele levou seis pontos no pescoço, publicou uma foto com os ferimentos e fez pedidos de justiça. “Se estou bem? Eu diria, estou vivo. Com vergonha de viver num país onde se cobra um absurdo de tarifa de transporte público e não te oferece o mínimo de segurança (...) Ter a garganta cortada de maneira aleatória e covarde, e não ter justiça, me deixa uma angustiante sensação de impotência.”

+ Placa avisa sobre risco de roubo na ciclovia da Marginal do Rio Pinheiros

De acordo com a assessoria do metrô, as imagens do ataque serão entregues para polícia caso seja registrado o B.O. e informa que as linhas de São Paulo contam com 1 300 agentes de segurança e mais de 3 500 câmeras para monitoramento.

+ Confira as últimas notícias 

Fonte: VEJA SÃO PAULO