Política

Serra comenta repercussão de suas críticas ao fechamento da Paulista

No Facebook, senador reclamou da interdição da via pela prefeitura após enfrentar trânsito

Por: Mariana Oliveira - Atualizado em

José Serra - Post Avenida Paulista
Crítica no Facebook: José Serra ciriticou o fechamento da Avenida Paulista (Foto: Reprodução/Facebook)

Com a frase "infelizes são os paulistanos!", o senador José Serra (PSDB) abriu um texto no Facebook em que critica o fechamento da Avenida Paulista aos domingos. "Hoje, domingo, fui visitar um amigo que mora perto da Avenida Paulista. A avenida foi fechada pelo prefeito, para lazer. E fica vazia, obviamente. No entorno dela, congestionamentos monumentais. Na ida, demorei meia hora para cruzar a Paulista. Na volta, mais quarenta minutos para sair do engarrafamento", descreveu o ex-prefeito e ex-governador de São Paulo.

+ Ministério Público multa prefeitura por fechamento da Avenida Paulista

O post, publicado em sua página na noite do último domingo (29) junto de uma foto da via molhada e quase vazia, teve mais de 9 000 comentários em menos de 24 horas. Grande parte dos internautas criticou o político. Alguns deles, inclusive, moradores das redondezas. “Eu não concordo. Moro na Alameda Santos, perto da Rua Pamplona, e desde que a Avenida Paulista passou a ser fechada para carros, nunca enfrentei problemas para chegar em casa. Nenhum tipo de trânsito. Então acho que o senhor deu azar”, escreveu um usuário.

+ Com Enem, prefeitura pode fechar a Paulista mais tarde no domingo

Em entrevista a VEJA SÃO PAULO nesta segunda (30), o senador comentou a repercussão do caso. “Eu sou um político que diz o que pensa. Postei uma foto e uma opinião no Facebook sobre algo que estava acontecendo na cidade em que vivo. Não entendi a comoção por parte daqueles que apoiam o prefeito. Muita gente pensa como eu, outras pessoas pensam diferente. Divergências como essa ocorrem todos os dias no Facebook. É o que anima as redes sociais”, afirmou.

Ele defendeu ainda que a prefeitura deixe a Paulista aberta para os carros em situações de menor movimento de público. "Basta perceber que estamos na temporada de chuvas e deixar os automóveis circularem", comentou. “O fechamento da avenida serve apenas para criar factóides que desviam a atenção do retrocesso da prefeitura em todas as outras áreas”, completou.

 

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO