economia

Jorge Paulo Lemann lidera o ranking dos bilionários brasileiros

Segundo a Forbes Brasil, o carioca acumula fortuna de 83,70 bilhões de reais, como maior acionista da Ambev, Burguer King e sócio da gestora de investimentos 3G Capital

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Bilionários
Jorge Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira: o trio mais rico do Brasil (Foto: Reprodução)

A Forbes Brasil divulgou na última sexta (28) uma lista dos bilionários brasileiros de 2015. O ranking conta com 160 nomes que juntos somam um patrimônio de 806,66 bilhões de reais - cifra equivalente a quase 15% do PIB do país no último ano. A linha de frente dos brasileiros mais ricos foi novamente dominada pelo trio composto por Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, que praticamente duplicaram suas fortunas desde o ano passado — em boa parte, na carona da alta do dólar, já que gorda fatia de seus investimentos está fora do país.

+ Precursora da Recém-vendida rede Benjamin Abrahão, padaria Barcelona está na Praça Vilaboim desde 1976

Eike Batista, que já chegou a ser o sétimo homem mais rico do mundo em 2012, com fortuna acima de 30 bilhões de reais, neste ano passou longe, muito longe da lista, mas não deixou de ser citado por eles como uma prova de que fortunas podem ser efêmeras. Entre os paulistas que aparecem nas primeiras vinte colocações da lista estão Eduardo Saverin, do Facebook, em oitavo, Abilio Diniz, que recentemente comprou um rede de padarias com Jorge Lemann, em décimo, Walter Faria, dono da cervejaria Petrópolis, em décimo primeiro, e José Luís Cutrale, do ramo de frutas em décimo quinto.

Confira os dez primeiros colocados da lista:

1º Jorge Paulo Lemann - R$ 83,70 bilhões

2º Joseph Safra - R$ 52,90 bilhões

3º Marcel Herrmann Telles - R$ 42,26 bilhões

4º Carlos Alberto Sicupira - R$ 36,93 bilhões

5º João Roberto Marinho - R$ 23,80 bilhões

6º José Roberto Marinho - R$ 23,80 bilhões

7º Roberto Irineu Marinho - R$ 23,80 bilhões

8º Eduardo Saverin R$ 17,53 bilhões

9º Marcelo Odebrecht e família - R$ 13,10 bilhões

10º Abilio dos Santos Diniz - R$ 12,83 bilhões

Fonte: VEJA SÃO PAULO