Shows

Jorge Drexler apresenta turnê do novo disco no palco do Via Funchal

Cantor retorna com 'Amar la Trama', álbum gravado ao vivo em um estúdio de TV, e demonstra o tom suave de sua melancolia

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

Jorge Drexler 2174
O músico uruguaio: inspiração em Frank Sinatra (Foto: Divulgação)

Assim como o atacante Diego Forlán, seu compatriota eleito o melhor jogador da Copa do Mundo, o cantor e compositor uruguaio Jorge Drexler vive em Madri. Os dois não constituem uma raridade no país vizinho, já que cerca de 20% dos cidadãos de lá residem no estrangeiro. Típica dos exilados, a melancolia foi uma constante na obra desse médico que virou músico e se faz presente mais suavizada, segundo ele próprio, em 'Amar la Trama'. Na sexta (23), Drexler leva ao Via Funchal a turnê do novo disco. Habitué dos palcos paulistanos, o artista de 45 anos esteve aqui pela última vez há um ano, ainda explorando o repertório do álbum duplo 'Cara B' (2008).

Lançado em março, 'Amar la Trama' teve um curioso processo de gravação. Durante quatro dias, o artista registrou as doze faixas em um estúdio de TV diante de pequenas plateias. As programações eletrônicas, reconhecíveis em outras ocasiões, deram espaço a uma pegada mais orgânica, na qual se destacam os sopros. A "maneira antiga" de Frank Sinatra foi uma inspiração para essa guinada. Além das novidades, caso de uma versão para 'I Don’t Worry about a Thing', de Mose Allison, e das autorais 'Las Transeúntes' e 'Una Canción Me Trajo hasta Aquí', não custa esperar por 'Al Otro Lado del Río', tema do  filme 'Diários de Motocicleta', premiado com o Oscar de melhor canção de 2005 e passaporte para a fama mundial do uruguaio. Uma banda de sete instrumentistas o acompanha.

Fonte: VEJA SÃO PAULO