Abastecimento

Moradores dos Jardins são os que menos economizam água

Balanço da Sabesp indica que os bairros mais ricos reduziram o consumo em 7,36% no primeiro semestre; Já o Jaçanã apresentou queda de 20,43%

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

sem-agua
A cidade de São Paulo economizou 16,23% no primeiro semestre, segundo balanço da Sabesp (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/A13/Folhapress)

Moradores dos bairros mais nobres de São Paulo são os que menos economizaram água no primeiro semestre deste ano. Balanço divulgado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) demonstra que os consumidores dos Jardins, na Zona Oeste, reduziram 7,36% no período.

A companhia considera Jardins os bairros: Jardim Paulista, Europa, América, Lapa, Alto de Pinheiros, Boaçava, Sumaré e Perdizes.

+ Paulistanos de alguns bairros reclamam de falta de água

Por outro lado, o Jaçanã foi a região que mais economizou, com redução de 20,43%. Para a Sabesp, a área é formada por: Jaçanã, Edu Chaves, Jardim Brasil, Vila Mazzei, Jardim Guançã e parte da Vila Gustavo.

+ Volume morto: tire suas dúvidas sobre a qualidade da água

Além do grande comércio, os bairros dos Jardins são formados principalmente por edifícios. Já o Jaçanã tem o predomínio de casas. Este é o principal motivo que influenciou no resultado, de acordo com a Sabesp.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Na média, a cidade de São Paulo teve uma redução de 16,23% no período. Vale lembrar que o governo oferece desde fevereiro um bônus de 30% na conta para quem conseguir economizar 20% ou mais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO