Restaurantes

Jacarandá, em Pinheiros, tem clima de jardim e bons pratos

Nova casa da restauratrice Ana Maria Massochi foi erguida em torno de uma árvore

Por: Arnaldo Lorençato - Atualizado em

Jacarandá - bisteca de porco
Jacarandá: bisteca de porco com batata-doce assada (Foto: Ricardo D'Angelo)

Erguido no jardim de uma antiga casinha em Pinheiros, o Jacarandá mostra-se bastante agradável. Apesar de menos exuberante do que o Figueira Rubaiyat, que também possui uma bela árvore como atração, o restaurante é um daqueles lugares acolhedores, cercados por muito verde. Dá vontade de passar horas por lá.   

+ Saiba mais sobre o mundo da gastronomia no blog do Lorençato

Trata-se de mais um projeto da restauratrice argentina Ana Maria Massochi, dona de casas como a churrascaria Martín Fierro e o ítalo-portenho La Frontera. Nessa empreitada, ela tem entre os sócios a publicitária Flavia Moraes, responsável pelo bar Tatu, localizado no subsolo do estabelecimento e ainda em fase de ajustes.  

Depois de percorrer uma pequena alameda onde fica um armazém com produtos como queijo da Serra da Canastra e pimenta amazônica jiquitaia, chega-se ao salão envidraçado.  

Jacarandá
Jacarandá: o salão envidraçado e cercado por muito verde (Foto: Ricardo D'Angelo)

As receitas são do uruguaio Gastón Yelicich. Cozinheiro afi nado, ele trabalha em parceria com o subchef Filipe Leite e acerta em sugestões simples, a exemplo da bisteca de carne de porco guarnecida de batata-doce assada bem sequinha (R$ 38,00) e do talharim fresco da Mesa III ao molho de tomate e camarão fresco em pedaços misturado a cubinhos de salame espanhol (R$ 45,00).   

Desfrute antes a ótima seleção de entradas, que inclui um delicioso ovo empanado de gema mole sobre ragu de grão-de-bico e bacalhau (R$ 10,00). Também são formidáveis as empanadas recheadas de queijo da Serra Canastra e ossobuco (R$ 10,00). Outro petisco, a fainá tem a forma de uma polentinha tostada de grão-de-bico junto de coalhada seca (R$ 8,00).

Vale encerrar com o bolo de chocolate amargo (R$ 12,00) de sabor intenso, suavizado por creme azedo. A carta de vinhos traz garrafas argentinas, entre as quais Zuccardi Serie A (R$ 80,00) e Aruma (R$ 88,00), ambas da uva malbec e da safra 2010. 

COMIDA ✪✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

+ Veja o cardápio completo do Jacarandá

Fonte: VEJA SÃO PAULO