Mistérios da Cidade

Itaquerão terá sistema de resfriamento em seu gramado

A Arena Cornthians será o primeiro estádio do mundo a utilizar essa tecnologia

Por: Mauricio Xavier [Com reportagem de Lívia Roncolato e Silas Colombo]

Itaquerão - gramado high-tech
O gramado da nova arena do Timão foi importado dos EUA e precisa ser resfriado em dias quentes (Foto: Fernando Moraes)

Palco da partida de abertura da Copa do Mundo de 2014, marcada para 12 de junho — entre a seleção brasileira e um adversário ainda indefinido —, a Arena Corinthians (sim, esse é o nome oficial do Itaquerão) começou a ganhar seu “tapete” nesta semana. A grama que está sendo plantada lá é a Perennial Ryegrass Ph.D., uma espécie originária de climas temperados (as sementes foram trazidas do Oregon, nos Estados Unidos) e muito utilizada em estádios europeus. O objetivo é aumentar a velocidade da bola. Como a verdinha está mais acostumada ao inverno, será preciso resfriá-la durante o calor brasileiro (veja abaixo detalhes sobre esse sistema e o de drenagem).

Resfriamento: uma serpentina com 30 quilômetros de tubos subterrâneos irá reduzir a temperatura do gramado em até 7 graus, mantendo-a entre 23 e 25 graus. Será o primeiro estádio do mundo a utilizar uma tecnologia do tipo.

Drenagem a vácuo: com chuva, a água em excesso é sugada; em clima seco, oxigênio é injetado entre as raízes para evitar a compactação da grama. outros estádios que usam o sistema são Fonte Nova, em Salvador, e Beira-rio, em Porto Alegre.

+ Coleção particular vira Centro Cultural e Tecnológico do Transporte

+ Estréia primeiro stand-up comedy em inglês do país 

+ O custo do vandalismo no Teatro Municipal

Fonte: VEJA SÃO PAULO