Receita

Isabela Raposeiras ensina quatro métodos para preparar um ótimo café

Veja dicas preciosas para acertar na bebida coada, passada na prensa francesa, na cafeteira italiana e no aeropress

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Coffee Lab - Isabela Raposeiras
Isabela Raposeiras: barista ensina quatro métodos infalíveis para preparar um bom cafezinho (Foto: Ligia Skowronski)

No coador, na prensa francesa, com um pouco mais ou menos de pó. Cada um tem seu jeito predileto de preparar um cafezinho. E a barista Isabela Raposeiras, à frente do premiado Coffee Lab, na Vila Madalena, garante: não existe receita certa. “A proporção ideal de café e de água varia de acordo com a cafeteira, o grão e o gosto pessoal de quem vai beber.”  

Alguns truques, porém, permitem extrair as melhores características da bebida. Mesmo em casa, é possível preparar xícaras com qualidade de cafeteria seguindo quatro princípios básicos: usar água mineral ou filtrada (sem cloro); ferver a água até de ebulição; os grãos devem ser 100% arábica e moídos na hora.

Conforme o método de preparo, entretanto, certos cuidados devem ser tomados.

Isabela Raposeiras ensina a preparar um ótimo cafezinho de quatro formas diferentes:

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

■ Coado

(cafeteira elétrica ou manual)

Você pode (e deve) usar as medidas de sua preferência. Mas aí vai uma dica esperta: para eliminar qualquer resquício de gosto do filtro, escalde o papel ou o pano com água fervente. Descarte o líquido e só então coloque o café.

Neste caso, a moagem indicada é média ou até grossa. Grãos moídos muito finamente são ideais para preparar o expresso.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

■ French press

Assim como o coador, a prensa francesa deve ser escaldada com água fervente. Depois de descartar o líquido, coloque o café, a água quente e mexa. Mantenha em infusão de 3 a 4 minutos. Passado esse tempo, encaixe o êmbolo e extraia o café.

Por não ter um filtro sensível, a moagem deve ser grossa. Caso contrário, a bebida ficará com resquícios dos grãos.

Esse método é bacana em ocasiões especiais. Como as cafeteiras costumam ser coloridas, pode ser simpático leva-las à mesa e preparar o café na frente dos convidados.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

■ Aeropress

O aparato lembra uma grande seringa. Escalde o filtro e acrescente o café. Coloque água fervente e mexa. Espere cerca de 30 segundos para extrair a bebida. Você pode pressionar o êmbolo diretamente na xícara.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

■ Mocha

É o café passado na cafeteira italiana. Diferente dos anteriores, esse método requer uma medida determinada de café e água. Funciona assim: você enche a base de água fria até o nível da válvula de segurança, uma espécie de botão na parede do recipiente de baixo.

Depois, preencha o filtro até o topo, mas sem compactar o pó. Feche bem a cafeteira e leve para aquecer em fogo baixo. Quando o café migrar completamente para o copo de cima, desligue o fogo e sirva. A moagem deve ser fina, mas ainda assim mais espessa que os cafés brasileiros.

Fonte: VEJA SÃO PAULO