Administração

Haddad isenta moradia popular de IPTU

Benefício valerá para imóveis abaixo dos R$ 160 mil comprados por meio de programas como Minha Casa, Minha Vida

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM - Atualizado em

Favela Real Parque_2202
Imóveis de até 160 000 reais terão isenção (Foto: Fernando Moraes)

Em meio a um embate judicial sobre o aumento do IPTU, a prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (7) que vai dar isenção total do imposto para terrenos que abrigarem projetos de moradia social. Isso significa que quem comprar os futuros apartamentos que serão construídos pelo programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida em São Paulo não vai pagar IPTU. O benefício se estende ainda aos imóveis adquiridos pelo Programa de Arrendamento Residencial (PAR).

Os imóveis com isenção serão aqueles que valem até 160 000 reais, que podem ser comprados por pessoas com renda de zero a seis salários mínimos. 

O prefeito Fernando Haddad (PT) também vai dar isenção no Imposto sobre a Transmissão Inter Vivos (ITBI-IV) para imóveis residenciais de até 120 000 reais. De acordo com a prefeitura, a medida serve para estimular a construção de moradia popular em São Paulo. A cidade tem 55 mil unidades residenciais de baixo custo em projeto para serem construídas nos próximos anos. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO