Internacional

Indonésia executa brasileiro condenado por tráfico

Rodrigo Gularte estava preso desde 2004 quando tentou entrar naquele país com 6 quilos de cocaína

Por: Agência Brasil - Atualizado em

gourlarte
Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 42 anos, foi condenado à morte em 2005 (Foto: Reprodução)

Preso desde 2004 em Jacarta, capital da Indonésia, por transportar 6 quilos de cocaína em pranchas de surfe e condenado à pena de morte em 2005, o brasileiro Rodrigo Gularte, de 42 anos, foi fuzilado hoje (28), às 14h25, no horário de Brasília.

Elástica: A história de Rodrigo Goularte 

Gularte é o segundo brasileiro na história a ser executado em tempos de paz. Em 17 de janeiro deste ano, Marcos Archer Cardoso Moreira, 53, também foi fuzilado na Indonésia. Além de Gularte, sete estrangeiros (da Austrália, Filipinas, Nigéria e de Gana) e um indonésio estavam na lista de executados de hoje. Todos foram fuzilados, exceto a filipina Mary Jane Veloso, única mulher no grupo.

A retirada dela da lista de execuções de hoje ocorreu após uma mulher que supostamente a recrutou para levar drogas à Indonésia ter se entregado às autoridades filipinas. A execução de Rodrigo Gularte ocorreu na prisão de Nusakambangan.

Antes da execução, Carvalho informou que estaria ao lado de Angelita, em uma sala próxima do local da execução. Pela lei da Indonésia, após o cumprimento da pena, é feito o reconhecimento do corpo por parentes e representantes da embaixada de seu país, no caso de estrangeiros.

+ Confira as últimas notícias

O país asiático, que retomou as execuções em 2013, após cinco anos de moratória, tem 133 prisioneiros no corredor da morte, dos quais 57 condenados por tráfico de drogas, dois por terrorismo e 74 por outros crimes.

Fonte: VEJA SÃO PAULO