Justiça

Famílias de vítimas do desabamento de São Mateus vão receber 165 000 reais

Dez trabalhadores morreram em obra na Zona Leste; decisão da Justiça do Trabalho contempla também trabalhadores que estavam no prédio no momento do acidente

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Desabamento Zona Leste
Bombeiros seguem na busca de mais corpos (Foto: Juliana Deodoro)

A Justiça do Trabalho determinou que as famílias dos dez operários que morreram no desabamento de um prédio em São Mateus, na Zona Leste, devem receber 165 000 reais de indenização. A decisão contempla ainda funcionários que ficaram feridos e os que se salvaram.

Segundo o Tribunal de Justiça do Trabalho (TRT), no total serão 3,5 milhões de reais em indenizações, sendo 165 000 reais para as famílias de cada um dos dez trabalhadores mortos; 165 000 reais para uma vítima que sofreu amputação; 100 000 reais para cada um dos cinco acidentados graves e 35 000 reais para cada um dos trabalhadores que tiveram ferimentos leves ou não sofreram lesões, no total de vinte pessoas. Além disso, as empresas também terão de pagar 500 000 reais a título de dano moral coletivo, que serão divididos entre os 36 trabalhadores.

Na semana passada, duas pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil. O empresário Mostáfa Abdulah Mustafá e o suposto engenheiro Alberto Alves Pereira responderão pelo acidente, informou a Secretaria de Segurança Pública.

A obra desabou no dia 27 de agosto e estava irregular. Segundo a subprefeitura de São Mateus, o projeto inicial previa apenas um pavimento. No momento do acidente, no entanto, os funcionários trabalhavam no segundo andar. A loja estava sendo reformada para abrigar uma unidade da rede Torra Torra e os trabalhos estavam sendo feitos pela Salvatta Engenharia.

Os valores das indenizações serão pagos pelo Magazine Torra Torra e pela Jams Empreendimentos Agrícolas Ltda, empresa dona do imóvel e responsável pela construção. A Salvatta Engenharia foi excluída por se tratar de empresa economicamente incapaz.

Fonte: VEJA SÃO PAULO