litoral

Incêndio em Santos segue com três tanques em chamas

Prefeitura da cidade litorânea pediu ajuda ao governo federal. Moradores do local recebem avisos sobre possível evacuação

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

incendiosantos
Incêndio na área industrial de Santos: quarto dia e ainda há chamas em três tanques (Foto: Brazil Photo Press/Folhapress)

O combate ao incêndio no pátio da Ultracargo/Tequimar, em Santos, entra no quarto dia neste domingo (5). Após mais de 71 horas de trabalho ininterrupto do Corpo de Bombeiros, três tanques ainda estão em chamas. Na madrugada de hoje, as equipes conseguiram extinguir o fogo em um dos tonéis, na área industrial da Alemoa. Os bombeiros mantêm a estratégia de resfriamento constante da área, jogando água - retirada do mar pela embarcação Governador Fleury e transferida aos caminhões tanques -, em conjunto com uma espuma especial que tenta abafar o fogo.

Neste sábado (4), o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), informou que pediu ajuda ao governo federal, por meio do vice-presidente Michel Temer, e também à Petrobras. Para acompanhar o incidente e integrar os trabalhos, o governo de São Paulo montou na cidade litorânea um gabinete de crise, com participação, entre outras autoridades, do vice-governador, Márcio França, e de Alexandre de Moraes, da Segurança Pública.

+ Sacolas renováveis são obrigatórias a partir deste domingo (5)

"Não há necessidade de remoção dos moradores da área, a população pode ficar tranquila porque a evolução está sendo positiva com todas essas medidas preventivas. Se houver necessidade, estamos preparados com a união de todas as forças para qualquer situação de emergência", disse o prefeito de Santos, que também falou sobre os efeitos da fumaça produzida pela queima dos combustíveis, situação monitorada pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). "Não há registro de prejuízos à saúde da população", garantiu Barbosa.

+ Ruas sem saída poderão ser privatizadas em São Paulo

Moradores de bairros próximos, principalmente Piratininga e São Manoel, recebem avisos oficiais por telefone e visitas às casas sobre uma possível evacuação. A prefeitura afirma que está preparada para a situação, com base na legislação que obriga o poder público a contar com um plano de emergência, que pode ser acionado quando for necessário.

O pátio tem 58 tanques, que armazenam etanol, gasolina, óleo diesel, óleos vegetais, fertilizantes líquidos e outros produtos químicos, inclusive solventes. Além do combate ao fogo, as equipes estão fazendo a inertização do conteúdo de alguns tonéis e transferindo o que está armazenado na área para outros locais. No total, a Ultragargo é dona de 175 tanques, espalhados pela região.

(Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO