Cidade

Inauguração de ciclovia e bloqueio da Paulista alteram 27 linhas de ônibus

Via fica fechada para carros até as 16 horas de domingo (23)

Por: Estadão Conteúdo

fernando haddad paulista
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, anda de bicicleta no trecho recém inaugurado da ciclovia, na Avenida Paulista, em junho (Foto: VEJA SÃO PAULO)

A Prefeitura de São Paulo bloqueia o tráfego de veículos e abre para pedestres a Avenida Paulista neste domingo, 23. O motivo é a inauguração da ciclovia da Avenida Bernardino de Campos. Com o fechamento da via, 27 linhas de ônibus terão os trajetos alterados entre 8h e 16h. Agentes da Companhia de Engenharia do Tráfego (CET) estarão no local para orientar os motoristas e os usuários do transporte público.

+ Confira as notícias da cidade

Nesta sexta, 21, o Ministério Público do Estado (MPE) recomendou que a prefeitura não fechasse a via neste domingo. Apesar do pedido, foi mantida a decisão de bloquear a Paulista. A Promotoria de Habitação e Urbanismo do MP alegou que, se a CET deliberasse pela abertura da avenida para ciclistas e pedestres, a administração municipal não poderia realizar a corrida de São Silvestre e o show da Virada, ambos no dia 31 de dezembro.

+ Obras da ciclovia na Rua da Consolação terão início este mês

Caso resolvesse fechar, a prefeitura pagaria uma multa de R$ 30 mil. Para fazer a recomendação, o MPE usou como justificativa um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com a prefeitura em 2007. No documento, a CET se comprometeu a fazer interdições na avenida em apenas três ocasiões: Parada Gay, São Silvestre e no show da Virada. Neste ano, a prefeitura fez interdições na Parada Gay e na inauguração da ciclovia da Paulista, no dia 28 de junho.

Fonte: VEJA SÃO PAULO