Grandes casas de shows

Terceiro lugar: HSBC Brasil

Local tem planos de melhora

Por: Carolina Giovanelli e Pedro Ivo Dubra

HSBC Brasil - 2210
HSBC Brasil: inicialmente batizado de Tom Brasil (Foto: Raul Zito)

O banco inglês continua apostando na casa de shows que há três anos leva seu nome. Inicialmente batizada de Tom Brasil, em homenagem ao compositor carioca Tom Jobim, instalou-se em 1995 na Vila Olímpia. Passados oito anos, migrou para uma estrutura de 6.000 metros quadrados na Chácara Santo Antônio. Foram nove meses de reforma. Com o sucesso da empreitada, o grupo inaugurou o Tom Jazz, em Higienópolis, e o Vivo Rio, no Rio de Janeiro. Outro espaço de diversão em Brasília está nos planos para 2012.

+ As melhores casas de show de São Paulo

O HSBC Brasil levou a medalha de bronze, mas sobressaiu em três dos sete quesitos: ar condicionado, serviço de bar e estacionamento. Enquanto assiste ao show, o público conta com o atendimento de quarenta discretos garçons prontos para servir sessenta variedades de bebida e vinte porções.

Até meados de abril, a casa promete incrementar o cardápio com comidas mais sofisticadas, como queijo camembert com geleia de damasco (40 reais). A agradável temperatura, que oscila entre 20 e 23 graus, se mantém graças aos 23 aparelhos de ar condicionado. Prestes a subir seu preço de 25 para 30 reais em 7 de abril, o estacionamento comporta 1.500 vagas, divididas por três pátios localizados na vizinhança. No segundo semestre, discotecagens ou shows menores depois da atração principal devem rolar para evitar que todos saiam ao mesmo tempo e diminuir o intervalo da longa espera para pegar as chaves.

Fonte: VEJA SÃO PAULO