Copa do Mundo

Prefeitura negocia saída escalonada de trabalhadores em dia de jogo

A ideia é evitar o caos enfrentado pelos paulistanos no último confronto do Brasil no Mundial

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM

transito - copa
Motoristas enfrentaram congestionamento no dia do jogo do Brasil contra o México (Foto: Roberto Setton)

Após o caos no trânsito de São Paulo na tarde de terça-feira (17), quando o Brasil enfrentou o México, a prefeitura tenta entrar em acordo com diferentes setores para que os funcionários sejam liberados de forma escalonada na próxima segunda-feira (23). No dia, além do confronto às 17h da seleção com Camarões, em Brasília, Holanda e Chile jogam às 13h na Arena Corinthians.

+ Rodízio vai valer das 7h às 20h na segunda (23)

A ideia da prefeitura é que comércio, bancos e construção civil liberem os funcionários entre 13h e 15h de uma forma escalonada.O objetivo inicial era decretar feriado. Mas os vereadores negaram o pedido do prefeito Fernando Haddad.

A tentativa pretende evitar o que aconteceu no último jogo da seleção brasileira, quando uma hora antes da partida a cidade registrou 302 quilômetros de congestionamento. Por conta do excesso de carros na rua, muitos acompanharam o início do confronto presos no trânsito.

Alternativas

Outra medida tomada para tentar contornar eventuais problemas de tráfego na capital foi prolongar o horário do rodízio de veículos, que vai valer das 7h até 20h na segunda-feira (23) - aplicável às placas com finais um e dois. 

A prefeitura decretou também ponto facultativo para todo o funcionalismo público (exceto os serviços essenciais). Fica mantida a dispensa das aulas nas escolas municipais para dia de jogo do Brasil.

Fonte: VEJA SÃO PAULO