Noite

Nova balada na Vila Madalena é inspirada no parque High Line, de NY

Clube quer atender público descolado e tem foco na música eletrônica

Por: Juliene Moretti

donos do high line
Nicolini (no centro), Leo e Renato Cury, Santi e Ferraro: investimento de 5 milhões de reais (Foto: Rodrigo Dionísio)

A maioria dos bares e boates da Vila Madalena tem um clima informal e pegada brasileira. Na contramão desse movimento, o bairro ganha, no próximo dia 14, a High Line, casa noturna de música eletrônica, na Rua Girassol. Sua arquitetura e conceito baseiam-se no parque nova-iorquino homônimo, que é um jardim linear construído em Manhattan sobre uma via férrea elevada. No clube de 750 metros quadrados e fachada envidraçada erguido no bairro da Zona Oeste paulistana, chama atenção um terraço com vista digna de fotos no Instagram.

+ Fique por dentro das últimas da cidade

Deve ainda render cliques um painel supercolorido de 6 metros de altura com referência ao álbum Abbey Road, dos Beatles. O autor do trabalho é o grafiteiro Eduardo Kobra, que também assina uma obra no ponto turístico americano. Os móveis e as luminárias da balada seguem o estilo da decoração do modelo americano. Comandam o projeto, orçado em 5 milhões de reais, os sócios Renato e Leo Cury, Bruno Ferraro, Lucas Santi e Denis Nicolini.

high line grafite
Desenho feito pelo Eduardo Kobra na facha do High Line (Foto: Rodrigo Dionísio)

Todos têm experiência em negócios ligados à gastronomia: os quatro primeiros dirigem o bar Vila Seu Justino, também localizado na Vila, e o último administra o restaurante japonês UN, nos Jardins. “Queremos atrair para o novo ponto um público descolado”, afirma Renato.

+ Os perrengues que a gente passa nas baladas paulistanas

Com passagem por endereços como Pink Elephant e Royal, o DJ Leo Cury vai cuidar do som. A trilha sonora tem foco nas batidas do house e do deep house. Uma banda de pop rock aparece aos domingos, e violinistas e saxofonistas esquentam as happy hours, a partir das 18 horas.

vista do high line na vila madalena
Na Rua Girassol, vista área da casa (Foto: Giuliano Agnelli)

Em horários e dias específicos, como quarta e quinta,o público entra de graça. Quando cobrado, o ingresso varia entre 25 e 50 reais. O espaço abre para almoço nos fins de semana, com cardápio que inclui hambúrgueres e pratos com carne. “Queremos que as pessoas cheguem à tarde e saiam só de madrugada”, diz Leo. ■

Croqui do high line vila madalena
Croqui do High Line: deck e terraço no fundo (Foto: Divulgação)

High LineRua Girassol, 144, Vila Madalena. Ter. a sex., a partir das 18h; sáb. e dom., a partir das 12h. Grátis a R$ 50,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO