Bares

Heineken abre bar temporário no topo do Edifício Martinelli

Local que funcionará apenas dezesseis dias terá pista de dança com vista paronâmica e entrada gratuita (e limitada). Confira fotos exclusivas

Por: João Batista Jr. - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Atenção, paulistanos! Nos próximos dias, muitas fotos panorâmicas do centro da cidade deverão aparecer nas timelines de suas redes sociais. Começa neste final de semana a segunda edição do Heineken Up On The Roof, um bar/balada temporário da marca de cerveja holandesa no imponente Edifício Martinelli, que nunca abriu o seu terraço para festas.

O lugar é mesmo de tirar o fôlego: permite admirar o Vale do Anhangabaú, toda a extensão da Avenida São João, as antenas da Avenida Paulista, a Catedral da Sé, o Templo de Salomão... Enfim, trata-se de uma vista de 360 graus da cidade, possível pela altura do prédio (105 metros). “Nossa meta é surpreender o público”, conta Daniela Cachich, vice-presidente de marketing da cervejaria holandesa. “Como o espaço nunca tinha sido aberto para festas, começamos a negociação com a prefeitura.”

+ Restaurantes com vistas de tirar o fôlego

A edição passada ocorreu no Edifício Planalto, uma das obras-primas do arquiteto Artacho Jurado. O impacto do evento se mostrou suntuoso. Foram 65 000 inscritos, mas apenas 6 000 conseguiram entrar. Ao todo, a primeira edição vendeu 4 648 litros de cerveja em 22 dias de programação.

heineken020
Pista de dança nas alturas: evento foi batizado de "Garden Edition" (Foto: Fernando Moraes)

"Neste ano, criamos um jardim tropical em cima do terraço”, conta Marcelo Lenhard, da Agência Hands, idealizador do projeto. Neste ano, festas especiais com o coletivo Selvagem e Acadêmicos do Baixo Augusta rolarão por lá.

O esquema para entrar continua quase o mesmo: é preciso fazer cadastro pela página www.facebook.com/heinekenupontheroof. As inscrições abrem sempre às segundas-feiras e costumam esgotar em menos de 2 minutos. São 200 vagas por festa e quem conseguir autorização para entrar pode levar um acompanhante. Ao todo, serão dezesseis datas, até 1º de março.

“Iremos servir uma versão reduzida do nosso cardápio, com cachorro-quente [20 reais] e pastel siciliano [porção de seis unidades com recheio de camarão com queijo mascarpone e raspas de limão siciliano; 16 reais]”, conta Rodrigo Einsfeld, chef do Barê. O restaurante dos Jardins será o responsável pela comida, vendida em uma das salas da ex-mansão do comendador Martinelli.

A festa de abertura rola no sábado (17), a partir das 16h.

Fonte: VEJA SÃO PAULO