Par perfeito

Como harmonizar cerveja com comida de boteco

Aprenda a combinar rótulos de variados estilos e sotaques com deliciosos petiscos

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Cerveja com batata chips
Cada petisco pede uma cerveja: existem cerca de 90 estilos da bebida (Foto: ThinkStock)
O universo da cerveja é tão grande quanto o do vinho e também pede harmonizações corretas com a comida que acompanham. “É possível encontrar mais de noventa estilos descritos”, afirma Kathia Zanatta, sommelière especializada na bebida. A técnica usada na produção de cada cerveja bem como a composição de ingredientes conferem sabores, aromas e consistências particulares a cada uma delas. + Dez lugares para beber cerveja + Um copo para cada estilo de cerveja Com a curadoria de Kathia, destacamos dez conhecidos tipos da bebida e ensinamos a harmonizá-los com comida de boteco (e alguns pratos mais incrementados também). A combinação ideal pode mudar a sua percepção da cerveja e apresentá-lo a rótulos inusitados. Confira abaixo:American Lager Popularmente chamadas de pilsen, são as mais comuns. Suas caracterísitcas são leveza, baixo amargor e coloração amarelo-claro.Harmonização: alimentos leves, como saladas de folhas, frango e peixes brancos grelhados. Também podem acompanhar batatas fritas, bolinha ou pastel de queijo. Exemplos: Bohemia, Skol, Brahma, Nova Schin, Itaipava e Original.Bière Brut O processo de fabricação é o mesmo dos champanhes, chamado de ‘champenoise’. São normalmente cítricas e com aromas florais. No Brasil, custam, em média, de R$ 75 a R$ 250 a garrafa. Um investimento que pede pratos à altura. Harmonização: ostras e mariscos, lagosta, queijo grana padano, torta de maçã e outras sobremesas à base de frutas cítricas. Exemplos: existem apenas quatro rótulos no mundo todo, sendo dois brasileiros, Eisenbahn Lust e Wäls Brut, e dois belgas, DeuS e Malheur.BockEscuras e com teor alcoólico mais elevado, em torno de 6,5%. Apresentam notas carameladas e suavemente tostadas, com dulçor residual — aquele sabor adocicado que permanece e às vezes se prolonga na boca — e médio amargor.Harmonização: salmão grelhado, fondue de queijo, salame, presunto cru, aperitivo de filé-mignon acebolado, escondidinho de carne-seca, croquete, picanha fatiada, calabresa e queijos como gouda e parmesão.Exemplos: Baden Baden Bock, Einbecker Ur-Bock Dunkel, Paulaner Salvator, Flensburger Winterbock. + Confira o nosso guia da cerveja British Barley Wines Como o próprio nome sugere, são verdadeiros "vinhos de cevada". Bastante alcoólicas e licorosas, trazem notas caramelizadas de frutas vermelhas e, com frequência, de vinificação. Harmonização: torta de noz-pecã, creme brûlé, tábua de queijos fortes, como gorgonzola, roquefort e parmesão, porção de castanhas (nozes, amêndoas, macadâmias e avelãs, entre outras).Exemplos: Thomas Hardy's Ale, Fuller's Golden Pride, Schmitt Barley Wine, Baladin Elixir. Brown Ale Leves, com notas de caramelo, baixo amargor e um toque frutado.Harmonização: pizza de peperoni, aperitivo de filé-mignon acebolado, bolinho de carne-seca, calabresa acebolada, caldinho de feijão com bacon.Exemplos: Brooklyn Brown Ale, Newcastle Brown Ale, Klein Brown Ale. Irish Red Ale De coloração avermelhada a marrom, essas cervejas de origem irlandesa são leves, pouco amargas e apresentam aroma e sabor suaves de caramelo, ‘toffee’ e até mesmo tostado.Harmonização: pastel de carne, bolinho de carne-seca, batata frita com cheddar, mix de castanhas.Exemplos: Kilkenny Irish Beer, Murphy's Irish Red, Mistura Clássica Cheers Red Ale, Way Red Ale. Pale Ale As versões conhecidas como British e American Pale Ale têm amargor médio e sabor suave de caramelo. A primeira traz notas adicionais herbais, enquanto que a segunda apresenta maior citricidade e notas florais, em razão das variedades de lúpulos utilizadas.Harmonização: "fish and chips", carpaccio, queijos como emmental e gruyère, escondidinho de frango, lula à doré, batata frita, podendo levar queijo cheddar derretido por cima. Exemplos: Marston's Pedigree, Fuller's ESB, Baden Baden 1999, Bierland Pale Ale, Backer Pale Ale.Stout São dominadas por aromas e sabores de café e chocolate, que variam de intensidade e teor alcoólico dependendo do subestilo (Dry, Imperial, Extra etc.). Como regra geral, são escuras, apresentam notas tostadas marcantes e amargor médio a intenso.Harmonização: picanha e outras carnes vermelhas grelhadas, sobremesas à base de chocolate, como musse, petit gateau e tiramisu, e sorvetes de creme, coco ou chocolate. As versões mais suaves vão bem com croquete de carne, quibe e carne-seca desfiada.Exemplos: Guinness Draught, Murphy's Stout, Brooklyn Dry Stout, La Brunette, Coopers Best Extra Stout, Baden Baden Stout, Klein Stout, Colorado Ithaca.Weizenbier Também conhecida como weissbier, é uma cerveja de trigo de origem alemã, normalmente turva pela presença de fermento em suspensão. Apresenta notas aromáticas de cravo e banana e seu amargor é baixo. Por ser bastante carbonatada (gasosa), é também muito refrescante.Harmonização: filé à parmigiana, salsicha de vitela, polenta e mandioca fritas, provoleta, bolinho de bacalhau, escondidinho de camarão, risotos leves e suaves, pizza de brócolis com alho e torta de maçã. Exemplos: Paulaner Hefe-Weissbier, Erdinger Weissbier, Eisenbahn Weizenbier, Baden Baden Weiss, Bamberg Weizenbier, Backer Trigo e Colorado Appia.Witbier De origem belga, é feita à base de trigo e leva cascas de laranja e sementes de coentro, o que lhe confere notas cítricas e condimentadas. Possui baixíssimo amargor e corpo leve. Também conhecida por Bière Blanche.Harmonização: bruschetta, ceviche, sashimi, omelete de aspargos, casquinha de siri, bolinho de camarão e queijos como mussarela de búfala e coalho. Exemplos: Hoegaarden, Blanche de Namur, Blanche de Bruxelles.

Fonte: VEJA SÃO PAULO