CIDADES

Habib's faz campanha para apoiar manifestação anti-governo

Lojas receberão decoração temática e distribuirão cartazes para os clientes

Por: Larissa Faria - Atualizado em

Habib's- manifestação 1
Cartazes serão pendurados nas janelas de uma unidade em Pinheiros (Foto: Veja São Paulo )

O Grupo Habib's (que inclui as lojas Habib's, Ragazzo e Ragazzo Express) produziu às pressas um material para apoiar as manifestações contra o governo, que acontecerão no próximo domingo (13).

+ Para evitar conflito, ato da Praça Roosevelt é adiado

A campanha "Todo Mundo se Ajudando pelo Brasil", do Habib's, e "Fome de Mudança", do Ragazzo, distribuiu cerca de 200 cartazes para cada loja. No total, mais de 150 000 cartazes foram impressos para estabelecimentos da capital e da Grande São Paulo.

+ Manifestação de domingo terá infláveis do "japonês da PF" e "bandilma"

Além da decoração verde e amarela que será instalada nos restaurantes próximos à Avenida Paulista a partir desta sexta (11) e em demais filiais da rede, cartazes, broches nos uniformes dos funcionários e jogo de mesa farão parte da identidade visual. O papel protetor da mesa, que fica abaixo dos pratos, é um cartaz que pode ser levado pelos clientes.

+ Em vídeo, grupo ensina passo a passo da dança patriótica

“Temos o objetivo de dar voz a um assunto que hoje é pauta em todo o país", disse André Marques, diretor de marketing do grupo. Segundo ele, a rede contatou gerentes de lojas com maior público para a realização de uma pesquisa com os clientes habituais. As mensagens serviram de inspiração para a produção do material.

+ Confira as últimas notícias da cidade 

Restaurantes do grupo com endereços em Campinas, Sorocaba, Curitiba, Rio de Janeiro e Porto Alegre também receberam o kit.

Habib's 2
A campanha "Todo Mundo se Ajudando pelo Brasil", do Habib's, e "Fome de Mudança", do Ragazzo, distribuiu cerca de 200 cartazes para cada loja.  (Foto: Veja São Paulo )

Na manhã desta sexta, a reportagem visitou uma unidade na região de Pinheiros (Zona Oeste), mas ainda não havia cartazes pendurados. De acordo de o gerente da loja, o material pró-manifestação só será utilizado no domingo, dia do ato contra o governo. 

No ano passado, circulou no Facebook um texto atribuído ao empresário Alberto Saraiva, dono da rede.  A mensagem, entretanto, não foi escrita pelo fundador e presidente do Habib´s. O desabafo questionava os altos impostos brasileiros e criticava a postura do governo e as pessoas que recebem benefícios. Além disso, atacava quem chama empreendedores de “coxinhas” e “elite branca”. A publicação teve mais de 143 000 compartilhamentos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO