ROTA DO AÇÚCAR

Guloseimas que valem cada mordida

Saiba quais doces pedir em nove docerias e lojas de chocolate que estão entre as melhores da cidade

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Amorim Chéri - mil-folhas
Mil-folhas de baunilha com  frutas vermelhas, da Amorim chéri: montado na hora do pedido (Foto: Mario Rodrigues)

O especial “Comer & Beber” deste ano elegeu a pequenina Pâtisserie Mara Mello, no Jardim Paulistano, como melhor doceria da cidade, e a Renata Arassiro Chocolates, no Campo Belo, como número 1 de sua categoria. Outros endereços competentes, porém, foram indicados pelo júri da edição e valem a visita.

+ Lojas de um doce só: balas, quindins, cupcakes e até cannoli

Listamos abaixo nove casas dedicadas ao açúcar entre as mais bem cotadas de São Paulo. Indicamos também guloseimas irresistíveis em cada uma delas.

Amorim Chéri

Visto da calçada, parece um bistrô. São os doces, porém, os principais atrativos. A proprietária, Flávia Amorim, faz uma deliciosa cheesecake (R$ 20,00) e um quadrado crocante de avelã e ganache de chocolate meio amargo finalizado por uma amêndoa (R$ 3,50). Montado na hora, o mil-folhas de baunilha com calda de frutas vermelhas tem a última camada de massa caramelada no maçarico, como num creme brûlé (R$ 20,00).

Chocolat du Jour
Trufas da Chocolat du Jour: uma das melhores da cidade (Foto: Divulgação)

Cau

Eis um endereço que merece a atenção dos fãs de bombons. Feitos com chocolate belga Callebaut, eles se mostram delicados e ousados na medida. Entre os recheios mais curiosos e saborosos estão o de cardamomo, hortelã e chá-preto (R$ 4,00). Pelo mesmo preço, a opção de café vem decorada com um grão pincelado de pigmento comestível dourado que parece ouro.

Chocolat du Jour

Brindada com duas indicações no especial “Comer & Beber”, a loja faz delicadas trufas que estão entre as melhores da cidade. São cerca de dez sabores de recheio, como chocolates ao leite e branco, crocante, capuccino e champanhe. Até o fim de outubro, fica em cartaz uma deliciosa versão do docinho com caramelo de flor de sal. Cada uma custa R$ 5,00. Se quiser presentear alguém, a embalagem com doze unidades sai por R$ 58,00.

Flavio Federico Dolci - macarons
Macarons de sabores diversos: especialidade da Flavio Federico Dolci (Foto: Mario Rodrigues)

Confeitaria Dama

Tem seu maior trunfo (e também um ponto fraco) no esquema de produção artesanal. Por ser feito em pequenas quantidades, o mil-folhas (R$ 9,50) está sempre fresco, de massa crocante e recheio encantador. Difícil encontrar outro na cidade tão gostoso. Mas há um porém: acaba rapidinho e você corre o risco de ficar sem o seu. Melhor ligar antes e fazer uma reserva. Vale igualmente a pena a torta de massa de farinha de castanha-de-caju coberta de pera cozida na calda de açúcar e amêndoa (R$ 6,50).

Flavio Federico Dolci

Eleita a melhor doceria da cidade na edição “Comer & Beber” no ano de 2011, tem à frente das receitas o chef confeiteiro Flavio Federico. Disputam as atenções os macarons (R$ 3,50) e os cannoli (R$ 6,90). O chef acerta ainda em combinações pouco usuais, como a musse de morango servida num copinho sobre uma camada de doce de leite (R$ 9,85).

Pâtisserie Douce France - opéra
Na Pâtisserie Douce France: opéra com camadas de chocolate e creme de café (Foto: Mario Rodrigues)

JellyBread

Pertence aos mesmos donos e é vizinha ao restaurante Girarrosto. O setor de doces foi confiado à chef Amanda Lopes (ex-St. Honoré). Prove o mil-folhas de banana e baunilha (R$ 10,90) e a torta de lâminas de pera tostadinhas nas bordas por maçarico (R$ 8,50). Entre os encantadores bolos sem recheio aparece a versão de mandioca e coco (R$ 6,50 a fatia).

Pâtisserie Douce France

Quando bater aquela vontade de saborear um doce clássico francês, visite uma das unidades da doceria do chef Fabrice Le Nud. Para não ter erro, prefira o éclair de recheio cremoso de chocolate (R$ 10,50) ou o opéra, de textura suave e camadas bem definidas de ganache de chocolate e creme de café (R$ 12,90). A madeleine perfumada com raspas de limão custa R$ 2,70.

Pâtisserie Mara Mello
Bavaroise de chocolate e caramelo, da Pâtisserie Mara Mello: visual e sabor irresistíveis (Foto: Mario Rodrigues)

Pâtisserie Mara Mello

Ajudou na conquista do título de melhor doceria da cidade o visual primoroso das guloseimas. Mas o fator decisivo foi o sabor de criações como a torta vanilla. No topo, há uma trufa de limão-siciliano envolta em uma casquinha fina de chocolate branco. Em formato de coração, a fofa bavaroise de chocolate e caramelo aparece recheada de maracujá e finalizada com uma placa de chocolate branco com pigmento cor-de-rosa. Cada uma custa R$ 8,50.

Renata Arassiro Chocolates

À frente da casa campeã na categoria chocolates, a chef Renata Arassiro ostenta o título de embaixadora da marca Callebaut. Na prática, sua loja funciona como um pedacinho da Bélgica em pleno Campo Belo. Os bombons combinações levam framboesa ao limão-siciliano, maracujá mais lichia e pimenta (R$ 4,50). Pelo mesmo preço, não deixe de pedir ainda o copinho de chocolate acrescido de uma potente dose de uísque.

Fonte: VEJA SÃO PAULO