Polícia

Guarda Civil é morto por policiais militares em Itaquaquecetuba

Roberto Carlos Ribeiro dos Santos, de 35 anos, foi confundido com um assaltante e baleado durante perseguição

Por: Veja São Paulo

Um guarda civil de 35 anos foi morto por policiais militares ao perseguir criminosos suspeitos de um assalto, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. Roberto Carlos Ribeiro dos Santos foi confundido com um dos ladrões, pois estava sem farda e carregava uma pistola de calibre 380.

+ Bombeiros apagam incêndio em fábrica de meias e cuecas no Brás

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o caso aconteceu por volta das 20h de sábado (6), quando Santos saía de um evento cultural na Câmera Municipal de Itaquaquecetuba. Ele soube de um assalto nas redondezas e, mesmo sem farda, resolveu perseguir os criminosos. Um colega fardado o acompanhava.

Também chamados para atender a ocorrência, dois policiais militares foram ao encontro dos assaltantes, mas se depararam com Roberto Carlos que, empunhado uma arma, acabou confundido com um dos criminosos e atingido pelos PMs.

+ Grito dos Excluídos reúne cerca de 1 000 pessoas

Santos foi socorrido e levado ao pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, mas não resistiu.

A ocorrência foi registrada como homicídio consumado, decorrente de intervenção policial, em Mogi das Cruzes. A Polícia Civil investiga o caso e a Polícia Militar vai instaurar um inquérito para apurar ação.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO