Especial

6 grupos e roteiros de corrida pelas ruas da cidade

Veja dicas para não ter mais desculpa para ficar em casa sem se exercitar

Por: Giovana Romani e Mariana Barros - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Marcos Paulo Reis

Às 6h15 tem início a primeira turma. A última, só às 22h. Os cerca de 1 500 esportistas associados gastam solado em cinco pontos da cidade e da Região Metropolitana. “Temos grupos de quinze a cinquenta pessoas”, afirma Reis, que uma vez por semana treina a apresentadora da Band Patrícia Maldonado. Quatro meses após o nascimento de sua primeira filha, Patrícia já ensaia participação em uma prova de triatlo. “Com as dicas dele, corro todos os dias”, diz ela, que ainda nada e faz musculação.

Rua Gomes de Carvalho, 1266, sala 18, Vila Olímpia, tel.: 11 3841-3646. Mensalidade: 187 reais.

+ Cinquenta dicas para entrar em forma no verão Run & Fun

Maratonista e ex-treinador de natação do Clube Pinheiros, Mario Sergio Andrade Silva tem 1 700 alunos sob sua tutela. “Definir objetivos e ter paciência são os pilares fundamentais de um bom treino”, diz. O apresentador do canal ESPN Brasil Eduardo Elias passou nove anos correndo por contra própria. No ano passado, decidiu suar a camisa com colegas uniformizados. “A planilha que eles elaboram põe ordem na casa e aumenta meu rendimento”, acredita ele, que em abril concluiu pela primeira vez uma maratona, a de Paris.

Avenida Portugal, 890, Brooklin Novo, tel.: 11 5096-4746. Mensalidade: 191 reais. 4any1

Não adianta vir com a desculpa de não ter horários compatíveis ou de o local do treino ser longe do trabalho ou de casa. A assessoria comandada pelo colunista esportivo da Rádio Eldorado Aulus Sellmer oferece dezenove opções em Alphavillhe, Pacaembu, Parque Villa-Lobos, Parque do Povo, Parque do Ibirapuera e Cidade Universitária.

Rua Manuel da Nóbrega, 1624, Paraíso, tels. 11 3885-8069 e 11 3887-8906. Mensalidade: 175 reais.

 

NO PIQUE, PELA METRÓPOLE

O assessor esportivo Mario Sergio Andrade Silva, da Run & Fun, montou, a pedido de VEJA SÃO PAULO, três percursos com diferentes níveis de dificuldade

+ Veja galeria com os três roteiros de corrida

 

PARA NÃO PERDER O PASSO

■ Antes de começar a correr, procure um médico e faça um check-up completo para conhecer suas limitações.

■ Alongue-se antes e depois do treino.

■ Iniciantes devem começar com uma caminhada rápida e evoluir para o trote gradativamente.

■ Procure manter o mesmo ritmo do começo ao fim.

■ Variações climáticas e condições do solo fazem com que o exercício na rua seja mais pesado que na esteira.

■ Use um tênis adequado, macio e não muito velho.

■ Tenha sempre documento de identidade e telefone de contato (importante, por exemplo, em caso de acidente). Leve também dinheiro para comprar água.

■ Use um frequencímetro para controlar os batimentos cardíacos e não ultrapassar o limite adequado à sua idade e condição física.

■ Prefira os horários de maior luminosidade. Se for correr muito cedo ou no início da noite, porém, use uma faixa refletora ou sinal piscante na roupa.

■ Fins de semana e feriados são os dias mais indicados para trajetos por ruas, já que o movimento de carros é menor. Fique atento ao atravessar as vias e procure usar a faixa de pedestres.

■ Preste atenção ao lugar onde pisa, para evitar se machucar em buracos, ondulações e falhas do piso.

■ Os fones impedem que você ouça o som de buzinas e carros se aproximando. Deixe o volume baixo.

■ Ao contrário dos ciclistas, que devem circular no mesmo sentido dos carros, os corredores podem utilizar o sentido oposto. Assim, veem melhor o tráfego e conseguem desviar-se dele, se precisarem.

Fontes: Run & Fun Assessoria Esportiva e Silvio Cabral do Nascimento, personal trainer

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO